Publicado em 8/11/2015 as 12:00am

ICE prende 235 imigrantes criminosos em quatro estados

Somente em Utah foram 111 prisões realizadas em uma mega operação

Uma mega operação que terminou na semana passada, promovida por oficiais do Immigration and Customs Enforcement's (ICE) e o Enforcement and Removal Operations (ERO) tinha como alvo imigrantes criminosos com potencial deportação. Entre eles, estavam procurados por crimes sexuais contra crianças. No total, foram presos 235 imigrantes em seis dias de trabalho.

Somente no estado de Utah foram presos 111 imigrantes. Os demais foram presos em Nevada (89), Idaho (34) e Montana (1).

Todos os imigrantes presos tinham condenações penais anteriores e muitos possuem antecedentes criminais que incluem crimes graves ou violentos, tais como agressão e crimes sexuais contra crianças. No estado de Utah, os presos são oriundos de oito países: México (95), Guatemala (4), Honduras (4), El Salvador (2), Peru (2), Samoa (2), Brasil (1) e Tonga (1).

"O ICE e o programa ERRO tem sido responsável pela retirada de circulação de milhares de imigrantes considerados perigosos à sociedade", disse Daniel Bible, diretor do ERRO em Salt Lake City.

Além de responderem pelas condenações penais, todos os presos foram colocados em processo de deportação e aqueles que têm pedidos pendentes de remoção ou retornaram aos EUA depois de serem deportados, estão sujeitos a deportação imediata. Os demais permanecerão sob custódia do ICE, a espera de um julgamento perante um juiz de imigração.

Neste tipo de operação, a prioridade são os imigrantes que signifiquem ameaças à segurança nacional, são membros de gangues criminosas, criminosos condenados e criminosos perigosos. Em segundo plano, estão aqueles que têm condenações por três ou mais delitos ou condenações por delitos significativos, incluindo DUIs.

No ano fiscal de 2014, o programa ERO foi responsável por deportar 315,943 imigrantes dos Estados Unidos.

Somente no estado de Utah foram presos 111 imigrantes. Os demais foram presos em Nevada (89), Idaho (34) e Montana (1).

Todos os imigrantes presos tinham condenações penais anteriores e muitos possuem antecedentes criminais que incluem crimes graves ou violentos, tais como agressão e crimes sexuais contra crianças. No estado de Utah, os presos são oriundos de oito países: México (95), Guatemala (4), Honduras (4), El Salvador (2), Peru (2), Samoa (2), Brasil (1) e Tonga (1).

"O ICE e o programa ERRO tem sido responsável pela retirada de circulação de milhares de imigrantes considerados perigosos à sociedade", disse Daniel Bible, diretor do ERRO em Salt Lake City.

Além de responderem pelas condenações penais, todos os presos foram colocados em processo de deportação e aqueles que têm pedidos pendentes de remoção ou retornaram aos EUA depois de serem deportados, estão sujeitos a deportação imediata. Os demais permanecerão sob custódia do ICE, a espera de um julgamento perante um juiz de imigração.

Neste tipo de operação, a prioridade são os imigrantes que signifiquem ameaças à segurança nacional, são membros de gangues criminosas, criminosos condenados e criminosos perigosos. Em segundo plano, estão aqueles que têm condenações por três ou mais delitos ou condenações por delitos significativos, incluindo DUIs.

No ano fiscal de 2014, o programa ERO foi responsável por deportar 315,943 imigrantes dos Estados Unidos.

Fonte: Brazilin Times