Publicado em 17/11/2015 as 12:00am

Avançar sinal vermelho e "mentir" rende prisão para brasileiro em Somerville (MA).

Genilson teria avançado em um sinal vermelho

Na sexta-feira (13), a policial Ashley Catatao fazia o patrulhamento de trânsito quando avistou um Land Rover SUV preto avançar em um sinal vermelho, no cruzamento da Broadway com a Curtis Street, em Somerville (Massachusetts). Imediatamente, ela acionou o girflex e as sirenes do seu veículo e perseguiu o infrator.

A policial relatou que conseguiu abordar o Land Rover, na altura do 1169 da Broadway. Quando ela se aproximou da janela do motorista, pediu a carteira de motorista e o registro do veículo.

O motorista foi identificado como José dos Reis Genilson, que entrou apenas os documentos do veículo e um passaporte brasileiro afirmando que não tinha carteira de motorista. A oficial perguntou por que não tinha licença para dirigir. “Eu vivo aqui por 13 anos e nunca tive uma”, disse ele.

Segundo o boletim de ocorrência, o brasileiro explicou para a policial que não tem a carteira de motorista porque não tem um número de Social Security. A oficial também perguntou se Genilson já foi abordado anteriormente dirigindo sem carteira e ele disse “não, nunca”.

Catatao pegou os documentos e foi até a sua viatura puxar as informações de Genilson e não encontrou nenhum registro de “driver´s license” em nome do brasileiro, mas descobriu que em 2008 ele foi intimado por dirigir sem carteira em 2008.

A policial retornou ao carro do brasileiro e explicou-lhe que tinha encontrado um registro de que ele já havia sido parado anteriormente por dirigir sem carteira e que ele mentiu para ela. Genilson respondeu: “Há 13 milhões de imigrantes neste país e a maioria não tem carteira de motorista”.

Neste momento, a policial pediu para que ele saísse do veículo e ficasse na calçada. Em seguida, ela solicitou uma viatura para levar o brasileiro preso por dirigir sem carteira de motorista. Assim que o camburão chagou, ele foi algemado e colocado sob prisão.

Ele responderá por dirigir sem carteira de motorista e avançar um sinal vermelho.

 

Fonte: BRAZILIAN TIMES