Publicado em 24/11/2015 as 12:00am

Brasileira é presa por dirigir embriagada e provocar acidente em Somerville (MA)

Adriana Simões, reprovada nos testes de sobriedade, foi algemada e levada presa

Por volta das 23 horas de domingo (22), dois policiais patrulhavam a Somerville Avenue, em Somerville (Massachusetts), e se depararam com um acidente envolvendo três veículos. Dois deles bloqueavam o tráfego na avenida, enquanto que o terceiro estava na lateral da pista. Um dos motoristas se identificou fornecendo apenas um passaporte ao oficial, mas o nome não foi revelado. O outro era a brasileira Adriana Simões, que afirmou aos policiais não ter Carteira de Motorista.

O proprietário do terceiro veículo não estava no local. Ao interrogar o primeiro motorista, ele afirmou que estava dirigindo na direção oeste e Adriana fez uma grande curva para a direita, sentido Garden Court, direção leste da avenida. “Quando ela cruzou as linhas duplas amarelas, atingiu o meu veículo”, relatou. “Isso fez com que eu batesse em um carro que estava estacionado”, continuou.

Os policiais checaram as informações dos dois condutores, e ambos não tinham carteira de motorista. Tanto o primeiro, quanto o segundo foram intimados para comparecer ao tribunal por dirigir sem licença. Todos os três veículos envolvidos foram rebocados pela Pat´s Towing.

Segundo o Boletim de Ocorrência, Adriana apresentava olhos avermelhados e vidrados. Ela estava sentada no veículo com as chaves na ignição e o motor ligado. Um dos policiais disse que pediu repetidamente para que ela desligasse o veículo.

O oficial também perguntou várias vezes em inglês e português sobre o registro do automóvel, até que ela apresentou o documento. “Enquanto conversávamos, eu senti um forte cheiro de álcool emanando da respiração dela”, afirmou o policial Soares.

A brasileira afirmou espontaneamente, ao policial, que ela tinha ingerido alguns drinques. Quando ele pediu para ela ser mais específica, ela declarou: “dois ou três”.

Consta, também, no BO, que a brasileira acariciava repetidamente o braço e a mão esquerda do policial Soares e várias vezes o oficial pediu para que ela parasse de tocá-lo.

O policial perguntou de onde a brasileira vinha e ela respondeu que era de uma casa noturna de shows brasileiros, localizada na Somerville Avenue. Ela foi convidada a sair do veículo e passou por uma série de testes de sobriedade. Enquanto um policial dizia o que ela tinha que fazer, o policial Soares traduzia em português.

Ela não passou nos testes e foi colocada sob prisão por dirigir sob a influência de álcool e não ter carteira de motorista, além de condução negligente violação das linhas na pista. Adriana foi algemada e levara para o Departamento de Polícia da cidade e colocada a disposição da Justiça.

 

Fonte: Brazilian Times