Publicado em 13/12/2015 as 12:00am

Comunidade Junta-se à MAPS em Cambridge para Comemorar Dia Mundial da Luta Contra a AIDS

Cerca de 40 membros da comunidade, funcionários, voluntários e amigos participaram no evento de comemoração do Dia Mundial da Luta Contra a AIDS

Cerca de 40 membros da comunidade, funcionários, voluntários e amigos participaram no evento de comemoração do Dia Mundial da Luta Contra a AIDS promovido pela Massachusetts Alliance of Portuguese Speakers (MAPS) no passado dia 4 de dezembro no escritório de Cambridge da organização (1046 Cambridge Street). No evento, que contou com música brasileira pelo artista local Bill Ward, comida deliciosa, apresentações multimédia e uma mesa redonda, participou também a Cônsul-Geral do Brasil em Boston, a Dra. Glivânia de Oliveira.

Jamel Newsome, Educadora de Saúde na Cambridge Health Alliance e ex-funcionária da MAPS, partilhou com os presentes algumas das suas experiências de trabalho no âmbito da prevenção e educação sobre HIV junto das comunidades de Língua Portuguesa – um trabalho que faz “com todo o coração.” Newsome destacou que, muito embora existam ainda comportamentos denominados “de risco”, ninguém está imune ao HIV, o que torna ainda mais importante a necessidade de promover o sexo seguro e a realização frequentes de testes.

Ana Ornelas, psicóloga e sexóloga brasileira que se mudou recentemente para os Estados Unidos, recordou aos presentes a história de vida de Herbert de Sousa, falecido sociólogo e ativista brasileiro. Depois de contrair HIV através de uma transfusão de sangue, “Betinho”, como era conhecido, fundou a ABIA – Brazilian Interdisciplinary AIDS Association e trabalhou incessantemente na luta contra a fome e a discriminação no Brasil.

Glivânia de Oliveira, Consul-Geral do Brasil em Boston, felicitou a MAPS pelo trabalho de educação da comunidade sobre o HIV e salientou que “apenas uma mudança de cultura” poderá pôr fim à desinformação, preconceito e discriminação. O Diretor Executivo da MAPS, Paulo Pinto, MPA, reconheceu o importante contributo dos financiadores do programa, incluindo os U.S. Centers for Disease Control and Prevention e o Departamento de Saúde Pública de Massachusetts, e relevou o facto da MAPS ter prestado, durante o passado ano fiscal, testes grátis e confidenciais ao HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis a mais de 500 indivíduos. “Neste ano”, acrescentou Paulo Pinto, “esperamos testar pelo menos 1000 pessoas.”.

Milena Mello, Diretora do Programa de Prevenção e Educação sobre HIV da MAPS, agradeceu a dedicação e o trabalho árduo da sua equipa e presenteou os vários voluntários presentes com um Certificado de Reconhecimento por todo o seu apoio e altruísmo, frisando que estes são “fundamentais para o sucesso do nosso programa.”.

O Programa de Prevenção e Educação sobre HIV da MAPS oferece testes gratuitos e confidenciais e informação relativa à redução de comportamentos de risco regularmente nos escritórios da organização em Somerville, Brighton e Dorchester, bem como clínicas de saúde gratuitas semanalmente nestes três escritórios, e em Framingham, também.

Para mais informação, ou para marcar uma consulta, a comunidade pode contatar o escritório de Brighton da MAPS no telefone (617) 787-0557, o escritório de Somerville no (617) 764-2091, ou o escritório de Dorchester (617) 825-5897. Para saber mais sobre a MAPS, visite www.maps-inc.org 

Fonte: Redação