Publicado em 20/12/2015 as 12:00am

NECC promove distribuição de livros brasileiros em Stoughton (MA)

A cerimônia contou com o apoio do Deputado Federal Marcos Rogério

Aconteceu na sexta-feira (18) uma noite promovida pela New England Community Center (NECC), na cidade de Stoughton (Massachusetts). Durante o evento, as crianças do “Aquarela Brasil” participaram de várias atividades em português e receberam livros doados pela entidade. A embaixadora Glivânia Maria de Oliveira, consulesa-geral do Brasil em Boston (MA) também participou e se emocionou com a apresentação.

Além de reunir as crianças da Aquarela do Brasil, a noite marcou a estreia do grupo teatral infantil Oficina da Alegria, com a direção de Simoneide, Leila e Claudia.  Para Lídia Souza, presidente da NECC, “foi uma Noite perfeita, onde todos se emocionaram e choraram de alegria pelas conquistas adquiridas, através de muito esforço e determinação de todos”.

A cerimônia contou com o apoio do Deputado Federal Marcos Rogério, que doou os livros que foram distribuídos entre as crianças da comunidade de Stoughton e regiões vizinhas. “A Aquarela Brasil é uma escola ligada ao NECC que ensina português como segunda língua para os pequeninos que possuem entre 4 a 12 anos de idade”, disse Dario Galvão, vice-presidente da entidade.

Ele explicou que o objetivo da escola é manter o idioma português vivo entre as crianças brasileiras, pois muitas se envolvem tanto com o inglês que acabam deixando suas origens de lado. “Graças a Deus, o nosso trabalho recebeu apoios importantes tanto por parte do consulado em Boston quanto de alguns políticos no Brasil”, continua.

O contato com o Deputado Federal Marco Rogério aconteceu quando ele visitou a casa do ativista Dario e foi convidado para conhecer a NECC. O parlamentar ficou bastante entusiasmado com o projeto e se comprometeu em ajudar. “Depois disso, certo dia ele me liga e pergunta que tipo de livros nós gostaríamos de receber e para nossa surpresa, chegou uma caixa cheia deles. Esta doação vai nos ajudar em muito na educação das crianças”, acrescenta,

Fonte: Luciano Sodré