Publicado em 23/12/2015 as 12:00am

Première Vision Nova York terá 5 expositores brasileiros

O ano de 2016 deve iniciar com boas perspectivas de negócios para o setor de couros e peles

Nos dias 19 e 20 de janeiro, cinco empresas brasileiras participam de uma das mais badaladas feiras de moda do país, a Première Vision New York. As perspectivas de negócios giram em torno de US$ 2 milhões, segundo o presidente executivo do CICB (Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil), José Fernando Bello.

BCM Indústria e Comércio de Couros Ltda (Courovale); Cortume Krumenauer S/A; Fazer Leather Company Ltda; Nova Kaeru Indústria e Comércio de Couro Ltda e Soubach Beneficiamento em Couros Ltda compõem o grupo de empresas verde-amarelas que exibem seus artigos no evento norte-americano. A presença da comitiva brasileira tem apoio do Brazilian Leather, projeto de expansão do setor no mercado internacional desenvolvido por CICB e Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

A Première Vision Nova York costuma atrair os mais renomados designers dos Estados Unidos, além de reunir expositores e promover palestras sobre tendências com grandes nomes do cenário fashion.

 

Sobre o Brazilian Leather

Projeto setorial de internacionalização do couro brasileiro, o Brazilian Leather é gerenciado pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos). Várias são as estratégias de consolidação do produto nacional em mercados estrangeiros – incentivo à participação de curtumes nas principais feiras mundiais ligadas ao ramo e missões empresariais focadas ao estreitamento de relações entre fornecedores brasileiros e compradores de outros países são algumas delas. Mais informações em www.brazilianleather.com.br

 

Sobre o CICB

Mais antiga entidade do ramo de couros e peles do país, fundada em 1957, o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) representa e defende o setor coureiro brasileiro no país e no mundo. Seu principal objetivo é tornar a indústria de couros e peles do Brasil cada vez mais competitiva nos mercados doméstico e internacional. Para isso, incentiva a produção sustentável e a fabricação de produtos de maior valor agregado. Saiba mais em www.cicb.org.br

Fonte: braziliantimes.com