Publicado em 29/12/2015 as 12:00am

Após morte de brasileiros, chefe dos Bombeiros em MA alerta para perigo do Monóxido de Carbono

Use um minuto do seu tempo para ver se os alarmes estão funcionando e substitua as baterias, se for necessário

O chefe do Departamento de Bombeiros, Stephen D. Coan publicou um aviso após a morte de um casal de brasileiros provocada por monóxido de carbono em Milford (Massachusetts). O produto também afetou um casal que morava ao lado, no mesmo duplex, mas não morreu. Segundo a nota, não há alarmes de fumaça ou que acuse o gás.

Em um e-mail enviado para a redação do Brazilian Times, ele falou sobre os perigos e como as pessoas podem se proteger. “A morte do casal foi uma tragédia e prova a razão da ‘lei Nicole’ que exige alarmes de monóxido de carbono em quase todos os lares”, disse ele. “Use um minuto do seu tempo para ver se os alarmes estão funcionando e substitua as baterias, se for necessário”, continuou. “Se o aparelho tiver mais de cinco anos, deve trocá-lo por um mais novo o mais rápido possível”, acrescentou.

 

Lei Nicole

Os alarmes de Monóxido de Carbono são exigidos em quase todas as residências de Massachustets desde Março de 2006. Casas que usam qualquer combustível fóssil, queimam madeira ou tem áreas de estacionamentos fechadas, são obrigadas a ter o detector. Esta lei é chamada Nicole em homenagem a uma menina de sete anos de idade, de Plymouth (MA), que morreu envenenada pelo gás.

 

Invisível, inodor e insípido

O monóxido de carbono é chamado de “assassino invisível” porque você não pode vê-lo, sentir seu gosto ou o seu cheiro. Segundo Coan, “é por isso que um alarme de CO trabalhando perfeito em todos os cômodos de sua casa irá protegê-lo e a toda a sua família”.

Ele explica que ao inalar o gás, as pessoas sentem náuseas, tonturas, dores de cabeça, cansaço. “É como ter gripe”, afirma.

O gás envenena o corpo, removendo o oxigênio da corrente sanguínea, lentamente sufocando a vítima. Isso torna difícil pensar claramente e se dormirem, não vão acordar se não houver um alarme.

 

Aquecimento com CO

Equipamentos de aquecimento é a principal causa de incidentes com o gás, o qual também pode ser produzido em aquecedores de água quente, fogões a gás, secadoras a gás, churrasqueiras, lareiras, nos carros, cortadores de grama, limpadores de neve ou geradores que funcionam dentro de garagens.

 

Mais de 15 mil casos em Massachusetts

Em 2014, os departamentos de bombeiros de Massachusetts responderam a aproximadamente 15 mil casos envolvendo Monóxido de Carbono. Deste total, mais de um quatro registraram alto nível do gás.

Para mais informações sobre como se proteger do Monóxido de Carbono, visite o site www.mass.gov/dfs e escreva o termo “Carbon Monoxide Safety” na caixa de busca ou entre em contato com o Corpo de Bombeiros de sua cidade.

Fonte: braziliantimes.com