Publicado em 8/01/2016 as 12:00am

Consulado em Boston oferece apoio na área de saúde mental

A consulesa Glivânia destaca o apoio da comunidade em relação aos problemas de saúde mental

O Consulado-geral do Brasil em Boston (Massachusetts) conta agora com profissional para informar e orientar a comunidade sobre o acesso aos serviços de saúde mental. O atendimento presencial poderá ser feito nas dependências da repartição, todas as quintas-feiras, de 9h00 às 12h00.

Quem precisar de mais informações e orientação, escreva um e-mail para contatosaude.boston@itamaraty.gov.br que será agendado um horário para que a pessoa possa conversar pessoalmente com o profissional ou se for o caso, ele entrará em contato por e-mail ou telefone!

O agendamento será de acordo com a disponibilidade e a urgência da situação. Casos envolvendo nacionais em situação vulnerável, a exemplo de prisão, deportação, violência doméstica e problemas graves de saúde, terão prioridade.

Cabe ressaltar que se trata somente de orientação, aconselhamento e auxílio inicial para que a pessoa interessada possa ser apoiada na busca de instituições de saúde e profissionais habilitados nesta área.

O serviço não equivale a tratamento psicológico, que deve ser feito por profissional a ser diretamente escolhido pelo próprio interessado ou familiar, quando aplicável.

O Consulado estará ao seu lado e dará todo o apoio possível na obtenção de informações e orientação sobre o acesso aos serviços!

COMO SURGIU O PROGRAMA?

 

O Consulado-Geral em Boston vem buscando formas de diálogo e colaboração por áreas temáticas, em esforço de criação de redes de apoio e parcerias em favor da comunidade brasileira nas áreas de jurisdição da repartição consular.

Com esse objetivo, foi realizada em março do ano passado, nas dependências do Consulado, uma reunião com profissionais brasileiros na área de saúde e que atuam no Estado – médicos, terapeutas, entre outros – bem como representantes de organizações governamentais e não-governamentais.

A reunião teve por objetivo promover contatos e colher sugestões sobre iniciativas de apoio, aconselhamento e orientação à comunidade brasileira local em questões de acesso à saúde. As discussões foram construtivas e, desde então, temos procurado acompanhar o que vem acontecendo nesta área tão importante. 

A consulesa Glivânia Maria de Oliveira destaca a criação do Grupo Solidariedade, em Stoughton, que vem dando relevante contribuição. “Temos acompanhado também na mídia comunitária a publicação de matérias de utilidade pública, como as colunas semanais de Cláudia Tamsky, no Brazilian Times. Divulgamos artigo da Sra Deolinda Daveiga, publicada pelo jornal A Semana, sobre o prazo de recadastramento para o MassHealth. Também recebemos do Professor Eduardo Siqueira, de Elisa Garibaldi e da Irmã Elisete Signor matérias sobre saúde e bem-estar que poderão ser de interesse para nossa comunidade”, disse.

Segundo ela, esse material poderá ser útil e por isso o órgão iniciou a publicação do mesmo. Para tanto foi criado espaço na página na internet onde o material estará disponível.

Fonte: braziliantimes.com