Publicado em 11/01/2016 as 12:00am

Plano de Cruz para deportar indocumentados é ainda pior que o de Trump

O candidato presidencial republicano apoia a deportação dos 11.3 milhões de indocumentados e o bloqueio do regresso deles aos EUA

A posição do candidato presidencial republicano Ted Cruz com relação aos imigrantes indocumentados é tão extrema que torna seu rival Donald Trump, polêmico pelos comentários xenofóbicos e antiimigrantes em seus comícios, progressista. Durante uma parada na cidade de Boone (IA) essa semana, Cruz disse que apoiaria a deportação dos 11.3 milhões de imigrantes indocumentados sem sequer conceder-lhes a oportunidade de retornar aos EUA. Já Trump alegou que deportaria todos os indocumentados, mas permitiria que “somente os realmente bons” retornassem ao país.

Os últimos comentários de Cruz respondem uma questão que contrasta especificamente a sua posição com relação à imigração no que diz respeito se ele apoia “a deportação de todos os imigrantes ilegais” a de Trump. “Absolutamente”, respondeu ele, acrescentando que “há uma diferença” entre ele e seu rival republicano.

“Ele tem defendido que as pessoas retornem e se tornem cidadãos americanos. Eu me oponho a isso”, disse Cruz. “Caso você tenha lido; eu tenho uma proposta de 11 páginas bastante detalhada que está em meu próprio website: é TedCruz.org; e foi desenhado por Steve King e Jeff Sessions. Eles sentaram comigo para prepara-lo e cumpre a lei em todos os aspectos”.

A resposta de Cruz foi dada um dia depois que sua equipe de campanha abandonou “invasão”, um novo comercial que exibe homens e mulheres trajando roupas executivas correndo através de um rio, que poderia ser na fronteira dos EUA no Rio Grande Valley, no Texas. O anúncio exibe música dramática, atores angustiados e a voz de fundo de Cruz alegando que a população ligaria mais para a reforma migratória como “um assunto econômico pessoal” se advogados, banqueiros e jornalistas “atravessassem o Rio Grande” e “provocassem a queda dos salários”.

O anúncio parece maquiar a retórica extrema contra os imigrantes de Trump de uma forma mais palatável. A peça publicitária frisa que “o que Cruz, basicamente, está fazendo é ultrapassar Trump e desafiar Marco Rubio, uma vez que Cruz quer conquistar os eleitores de Trump, por isso o foco na imigração, ao mesmo tempo em que torna o argumento mais agradável focalizando na economia”.

Antes de Trump, Ted Cruz era líder entre os eleitores evangélicos, membros do Tea Party e os legisladores oponentes aos imigrantes, como o Deputado Federal Steve King (R-IA). Entretanto, desde que Trump liderou as pesquisas e tem mantido essa liderança, Cruz deve competir com o Senador Marco Rubio (R-FL); como alternativa para Trump.

Atualmente, a distância entre Cruz e Trump parece diminuir, pois na terça-feira (5) uma pesquisa de opinião revelou que Cruz conquistou simpatizantes em Iowa, um estado importante para as eleições presidenciais primárias. Já na Califórnia, a pesquisa revelou que a distância entre Cruz e Trump torna-se cada vez mínima.

Fonte: bv