Publicado em 22/01/2016 as 12:00am

Brasileiro perde a luta contra câncer linfático

Paulo Sérgio Lopes Gonçalves faleceu em casa na tarde de quinta-feira (14), em Newark

Após ser diagnosticado há quase 4 meses com um câncer raro no sistema linfático, Paulo Sérgio Lopes Gonçalves, de 42 anos, natural de Mendes Pimentel (MG), residente em Newark, perdeu a luta contra a doença. Ele faleceu na tarde de quinta-feira (14), aproximadamente à 1:30 pm, no apartamento onde morava com a namorada, Andressa Costa, no bairro do Ironbound.

A verba arrecada no almoço beneficente que acontecerá na sede do Mantena Global Care, também em Newark, será destinada ao pagamento das despesas com a cremação do corpo de Paulo Sérgio e o envio das cinzas ao Brasil, onde moram seus familiares. O evento será no dia 7 de fevereiro, domingo, da 1:00 pm à 4:00 pm, no salão social da entidade, na 294 Ferry St. Ainda há ingressos disponíveis.

No final de agosto do ano passado, uma dor do lado esquerdo do tórax, na altura das costelas, durante quase uma semana, fez com que Paulo Sérgio procurasse aconselhamento médico. Após ir aos hospitais St. Michael’s e Universitário (UMDNJ), ambos em Newark, exames detalhados realizados no Hospital Clara Maass, em Belleville, onde ficou internado durante 12 dias, revelaram que ele sofria de um câncer raro no sistema linfático. Após ser submetido à duas cirurgias, uma para a biópsia e outra para o implante de um cateter, por onde ele recebeu a quimioterapia, Paulo Sérgio iniciou tratamento similar nos casos de câncer de pulmão.

Em decorrência da doença, Gonçalves, que trabalhava na construção civil, não podia trabalhar e dependia dos cuidados constantes de Andressa, que se dedicava em tempo integral a ele. Comovidos com o drama vivido pelo brasileiro, membros da Igreja Emanuel, liderada pelo Pastor Túlio Abel, realizaram em outubro do ano passado uma feijoada beneficente. Ainda em outubro, a equipe de reportagem do BV conversou, via telefone, com Paulo Sérgio, que morava nos EUA há 12 anos, e, durante a entrevista, ele demonstrou-se otimista com a possibilidade de cura. Ele deixou um filho no Brasil.

O câncer linfático ou linfoma é um tipo de câncer onde o sistema linfático, órgão responsável pelas defesas do corpo, encontra-se comprometido. O câncer pode-se localizar em um ou em vários gânglios linfáticos ou ínguas que se encontram espalhadas pelo corpo, sendo as maiores localizadas no pescoço, axila, abdômen, virilha, atrás dos joelhos e no tornozelo. Os sintomas de câncer linfático como o aumento dos gânglios linfáticos, por exemplo, podem ser percebidos em um exame de imagem ou pela palpação local. O tratamento vai depender da gravidade do tumor, mas geralmente inclui radioterapia e quimioterapia.

A doença tem cura quando é diagnosticado precocemente e as células cancerígenas ainda não se espalharam pelo corpo através da corrente sanguínea, não afetando nenhum órgão. Os sintomas, geralmente surgem com o tempo, pois inicialmente eles não aparecem e incluem: febre; emagrecimento; suor noturno; aumento dos gânglios linfáticos e coceira frequente na pele.

Fonte: bv