Publicado em 29/01/2016 as 12:00am

VOCÊ QUER PARA DE FUMAR?

Departamento de Saúde de Marlborough e Hudson oferece ajuda para combater o tabagismo

O cigarro é um dos produtos de consumo mais vendidos no mundo. Comanda legiões de compradores leais e tem um mercado em rápida expansão. Satisfeitíssimos, os fabricantes orgulham-se de ter lucros impressionantes, influência política e prestígio. O único problema é que seus melhores clientes morrem um a um.

A revista The Economist comenta: “Os cigarros estão entre os produtos de consumo mais lucrativos do mundo. São também os únicos produtos (legais) que, usados como manda o figurino, viciam a maioria dos consumidores e muitas vezes o matam.” Isso dá grandes lucros para a indústria do tabaco, mas enormes prejuízos para os clientes.

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, dos Estados Unidos, a vida dos fumantes americanos é reduzida, coletivamente, todo ano, em uns cinco milhões de anos, cerca de um minuto de vida a menos para cada minuto gasto fumando. “O fumo mata 420.000 americanos por ano”, diz a revista Newsweek. “Isso equivale a 50 vezes mais mortes do que as causadas pelas drogas ilegais”

Pesquisas provam que o fumo é responsável por 90% dos cânceres de pulmão, mas atualmente a taxa de câncer de boca, laringe, faringe, bexiga, rins e colo do útero aumentou entre os fumantes.

O Fumo é o principal agente desencadeador da doença cardiovascular, a qual é responsável pela maioria dos enfartos cardíacos, dos derrames cerebrais e da microangiopatia periférica, levando o indivíduo a perder as extremidades dos membros, iniciando pelos dedos e progredindo para o tronco, principalmente nos membros inferiores.

O fumo também é responsável por doenças graves, como a arteriosclerose e doenças pulmonares crônicas. Todas estas afirmações foram feitas pelo médico Luiz de Matos (CRM-GO 9264).

O Departamento de Saúde de Marlborough e Hudson, ambas as cidades em Massachusetts, oferece ajuda para cessar o tabagismo. O programa utiliza o método comportamental, onde o indivíduo é o gerenciador do próprio processo, o qual, através de mudança de comportamento, estabelece novo objetivo livre de tabagismo.

A agente comunitária em Marlborough Sara Oliveira afirma que “parar de fumar pode ser difícil e que o departamento está fazendo de tudo para ajudar no combate ao fumo”. Ela ressalta que toda a ajuda é feita de forma gratuita.

Novidades para os membros do MassHealth: Agora você pode conseguir remédios e apoio para lhe ajudar a parar de fumar. Peça mais informações ao seu médico.

Os interessados podem ligar e marcar uma visita com as Agentes de Saúde da Comunidade. O horário de atendimento é de Segunda à Sexta-feira, das 9:00 a.m. às 5:00 p.m.

Marlborough - Sara Oliveira, (508) 460-3751

Hudson – Edilane Silva, (978) 562-2020

 

Sara Oliveira: “parar de fumar é muito difícil, mas podemos ajudar”

 

RESULTADOS DO TABAGISMO

Câncer de Pulmão:

87% das mortes por câncer de pulmão ocorrem entre os fumantes.

Doenças Cardíacas:

Os fumantes correm um risco de 70% maior de apresentar doenças cardíacas

Câncer de Mama:

As mulheres que fumam 40 ou mais cigarros por dia têm uma probabilidade 74% maior de morrer de câncer de mama.

Deficiências Auditivas:

Os bebês de mulheres fumantes têm maiores dificuldades em processar sons.

Complicações da Diabetes:

Os diabéticos que fumam ou que mascam tabaco correm maior risco de ter graves complicações renais e apresentam retinopatia (distúrbios da retina) de evoluções mais rápidas.

Câncer de Cólon:

Dois estudos com mais de 150.000 pessoas mostram uma relação clara entre o fumo e o câncer de cólon.

Asma:

A fumaça pode piorar a asma em crianças

Predisposição ao Fumo:

As filhas de mulheres que fumavam durante a gravidez têm quatro vezes mais probabilidade de fumar também.

Leucemia:

Suspeita-se que o fumo cause leucemia mielóide.

Contusões em Atividades Físicas:

Segundo um estudo do Exército dos Estados Unidos, os fumantes têm mais probabilidades de sofrer contusões em atividades físicas.

Memória:

Doses altas de nicotina podem reduzir a destreza mental em tarefas complexas.

Depressão:

Psiquiatras estão investigando evidências de que há uma relação entre o fumo e a depressão profunda, além da esquizofrenia.

Suicídio:

Um estudo feito entre enfermeiras mostrou que a probabilidade de cometer suicídio era duas vezes maior entre as enfermeiras que fumavam.

Outros perigos a acrescentar à lista:

Câncer da boca, laringe, gargantas, esôfago, pâncreas, estômago, intestino delgado, bexiga, rins e colo do útero; derrame cerebral, ataque cardíaco, doenças pulmonares crônicas, distúrbios circulares, úlceras pépticas, diabetes, infertilidade, bebês abaixo do peso, osteoporose e infecções dos ouvidos. Pode-se acrescentar ainda o perigo de incêndios, já que o fumo é a principal causa de incêndios em residências, hotéis e hospitais.

Fonte: braziliantimes.com