Publicado em 3/02/2016 as 12:00am

Cônsul participa de homenagem a iatista brasileiro em Miami

O jantar foi organizado pelo Banco do Brasil Américas

O Cônsul-Geral do Brasil em Miami (Florida), Hélio Ramos, compareceu, dia 22 de janeiro, a jantar organizado pelo Banco do Brasil Américas. O evento teve como objetivo homenagear o maior medalhista olímpico brasileiro, o iatista Robert Scheidt. Durante a cerimônia, o homenageado compartilhou detalhes sobre a sua carreira e suas expectativas sobre as Olímpiadas no Rio de Janeiro, que acontecem este ano.

Robert Scheidt é bicampeão olímpico, e 15 vezes campeão mundial de iatismo. Começou a velejar aos nove anos com um barco dado de presente pelo pai. Scheidt está em Miami por ocasião do circuito mundial de vela 2016 Sailing World Cup Miami, que acontece entre os dias 23 a 30 de janeiro.

O atleta afirmou que essa etapa do circuito "será uma nova oportunidade de afinar ainda mais minha preparação. De outubro para cá, venho numa crescente de desempenho, que espero continuar e brigar por medalha nos Estados Unidos. Miami será um evento interessante e em um bom momento para mim; de olho nas Olímpiadas do Rio de Janeiro".

Ele começou a velejar aos nove anos na Represa de Guarapiranga, no Yacht Club Santo Amaro, em São Paulo, com um barco dado de presente pelo pai. Aos onze anos ganhou pela primeira um título importante, o sul-americano da classe Optimist, que conquistaria mais duas vezes nos anos 1980, passando a se dedicar completamente à Vela em detrimento do tênis, seu outro esporte favorito.

Após rápida passagem pela classe Snipe, ele encontrou seu lugar como grande atleta na classe Laser em 1990, onde após ganhar o campeonato brasileiro de juniores foi treinar na Suécia e na Dinamarca, visando a se tornar um velejador de primeiro nível internacional. Em 1991, ganharia dez das onze regatas do campeonato mundial de juniores de Laser, na Escócia.

A partir daí, não só se tornaria um velejador de nível internacional, mas o maior do mundo na sua categoria, dominando completamente a classe Laser pelos anos seguintes, começando as grandes conquistas em 1995 com a medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de Mar del Plata e o primeiro título mundial na Ilha de Tenerife, na Espanha, até a grande consagração do ouro em Atlanta, em 1996.

 

Fonte: braziliantimes.com