Publicado em 5/02/2016 as 12:00am

Brasileiros se unem para encontrar família de mineiro morto no Mass General Hospital

Um brasileiro, identificado por Wesley Celistrino, morreu no sábado, dia 30 de janeiro, de causas ainda não divulgadas, e o corpo permanece no Mass General Hostpital, em Boston (Massachusetts)

Uma publicação no grupo Bazar Boston Novo (Facebook) movimentou a comunidade brasileira nesta quinta-feira (04). Um brasileiro, identificado por Wesley Celistrino, morreu no sábado, dia 30 de janeiro, de causas ainda não divulgadas, e o corpo permanece no Mass General Hostpital, em Boston (Massachusetts). Isso porque, pelo que tudo indica, ele não tem parentes nos Estados Unidos e o seu rol de amigos é formado pela grande maioria de norte-americanos. Tanto que foi um deles que publicou o primeiro post em busca de amigos brasileiros ou familiares.

Uma pessoa que viu a publicação entrou em contato com o Brazilian Times e disse que conversou com uma mulher em Belo Horizonte, a qual afirmou ser amiga de infância de Wesley. Ela afirmou que o mineiro deixou o Brasil há 15 anos e é filho adotivo de uma família que se mudou para o interior de Minas Gerais.

Até o fechamento desta edição, nenhum amigo ou parente havia sido encontrado e o corpo permanece no hospital. Uma internauta afirmou que trabalhou com Wesley em um restaurante na cidade de Boston, há muitos anos. Ele também teria trabalhado com remix de músicas entre 2012 e 2013.

Outra pessoa conseguiu contato com alguém no Brasil e o mesmo informou que a mãe dele (Wesley) chama-se de Ana e confirmou que ela se mudou do atual endereço. O rapaz acrescentou que o mineiro tem primos morando nos Estados Unidos, mas não soube dar mais informações.

O Brazilian Times tentou contato com várias pessoas que moram em Belo Horizonte e possuem o mesmo sobrenome, mas não obteve êxito.  Quem souber qualquer informação pode entrar em contato com a redação deste noticioso ou avise aos familiares que o corpo está no Mass General Hospital, em Boston.

 

 

 

Fonte: braziliantimes.com