Publicado em 10/02/2016 as 12:00am

Conheça o brasileiro que aprendeu inglês sozinho e foi aceito em 5 das melhores universidades dos EUA

Paulista de Sorocaba e estudante de Engenharia, que sempre estudou em escolas públicas no Brasil, Matheus superou suas próprias expectativas

A história do brasileiro estudante de engenharia mecatrônica da Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens), Matheus Tomoto de 24 anos, que sempre sonhou em ter uma carreia brilhante, mas chegou mais longe do que poderia imaginar e hoje colhe os frutos de muita dedicação aos estudos e determinação, sem dúvida é inspiradora para os demais jovens.

Após a empresa da família falir, quando Matheus tinha apenas 14 anos, ele foi estudar no SENAI, onde despertou o interesse por aprender sobre usinagem e mecânica elétrica. “Assim que fui matriculado no SENAI, meu avô conseguiu um trabalho para mim em uma oficina de ferramentaria, onde projetávamos e produzíamos moldes plásticos. Desde então, as oportunidades de trabalho começaram a surgir”, relembra. Oriundo de uma família humilde e estudante de escolas públicas, aos 17 anos ele conseguiu uma bolsa de estudos em um cursinho e consequentemente, após muito estudar, conseguiu uma bolsa por meio do ENEM para estudar engenharia mecatrônica. Mas Matheus queria voar mais alto...

Chegar até o posto de pesquisador do cobiçado Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), não foi uma das tarefas mais fáceis. Como Matheus não tinha recursos financeiros para investir em um bom curso de inglês, ele mais uma vez arregaçou as mangas e começou a estudar inglês sozinho com o objetivo de conseguir passar no exame da TOEFL. E não é que na segunda tentativa ele conseguiu ser aprovado no tão temido exame? Era apenas o início de uma história de sucesso e superação.

Através de muita dedicação aos estudos e de mais de mil currículos enviados por e-mail para diversas universidades americanas, o estudante obteve êxito. “Incrivelmente, fui aceito por todas as cinco principais universidades dos EUA”, comemora.

Depois diversas tentativas e entrevistas, Matheus conseguiu uma vaga como pesquisador no MIT e, desde agosto do ano passado, trabalha na pesquisa de um método chamado Machine Learning, sistema em que as máquinas são capazes de aprender sozinhas, sem a necessidade de intervenção humana.

Dentre as diversas conquistas de Matheus, uma é muito especial: a construção de um barco autônomo, controlado por inteligência artificial, que o fez conquistar em 2014 o prêmio de Melhor Projeto do Mundo na convenção Maritime Robotx, em Singapura.

Desde que descobriu seu dom, se dedicou aos estudos e foi em busca de realizar seus sonhos nos Estados Unidos, a carreira de Matheus decolou de tal forma que hoje, além de pesquisador, compositor e empreendedor, ele também é autor do livro “Inspirando Jovens de sucesso” que tem como objetivo incentivar jovens a realizarem seus sonhos, por maiores que eles possam parecer. “Quero inspirar empreendedores para desbravar novos desafios, superando suas próprias fronteiras, de forma a que realizar os seus maiores sonhos.”, relata.

Para conhecer mais sobre a história do Matheus e baixar seu e-book gratuitamente, acesse o site:www.matheustomoto.com.

 

Fonte: Thais Partamian Victorello