Publicado em 12/02/2016 as 12:00am

Feira norte-americana de calçados vai ter 31 marcas brasileiras

Desde o primeiro embarque de calçados para o exterior realizado por uma empresa brasileira, os Estados Unidos são o principal destino do calçado nacional

Com o objetivo de consolidar o espaço no concorrido mercado norte-americano, 31 marcas brasileiras desembarcam nos Estados Unidos para participar da FN Platform, feira de calçados que lança coleções de outono-inverno de mais de 1,6 mil marcas de todo o mundo em Las Vegas entre os dias 16 e 18 de fevereiro. A participação nacional faz parte da ação Export Thinking, realizada pelo Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Desde o primeiro embarque de calçados para o exterior realizado por uma empresa brasileira, os Estados Unidos são o principal destino do calçado nacional. Já tendo representado uma fatia de mais de 70% dos embarques, porém, o país perdeu participação, chegando hoje a representar cerca de 20% do total gerado com exportações de calçados. Segundo a analista de Promoção Comercial da Abicalçados, Ruisa Scheffel, é importante destacar que a inserção de novas marcas nos Estados Unidos não é fácil, já que se trata de um mercado dinâmico e com grande concorrência entre grandes grifes internacionais.

“É necessário um trabalho e investimento forte em imagem para se destacar no grande e concorrido mercado norte-americano”, comenta a analista, destacando que é o que as marcas nacionais vêm fazendo através da participação na feira calçadista estadunidense. Em fevereiro do ano passado, as 19 marcas participantes na mostra geraram quase US$ 1,7 milhão em negócios imediatos.

Ruisa destaca que, nesta edição, o dólar valorizado deve impulsionar as vendas de calçados brasileiros. “Com o câmbio atual, o calçadista brasileiro consegue formar um preço mais competitivo, somando a questão à qualidade reconhecida do nosso produto”, avalia, acrescentando que o calçado verde-amarelo, aos poucos, está voltando “ao radar do comprador dos Estados Unidos”. “Nesta edição da mostra já devemos notar uma resposta positiva”, projeta.

 

Seminário

Além da participação comercial na feira calçadista, a programação brasileira conta também com um seminário preparatório. Antecedendo a mostra, no dia 15, as marcas participantes prestigiam a palestra do vice-presidente das butiques Koko & Palenki, de Miami, Justin Garcia. “Justin é especializado no retail business nos Estados Unidos e tratará de diversos assuntos sobre o mercado de varejo de luxo nos EUA, trazendo tendências de compra no mercado local, markups, maneiras diferentes e criativas de vender marca no País, evolução do e-commerce, entre outros temas”, adianta Ruisa.

Também paralelamente à feira, o Brazilian Footwear promoverá, no dia 17, o Cocktail Hour, um evento de relacionamento entre marcas verde-amarelas expositoras, imprensa e compradores presentes na FN Platform.

 

Mercado

Os Estados Unidos respondem pelo segundo maior mercado consumidor de calçado do mundo. No ano passado foram consumidos 2,3 bilhões de pares (US$ 65 bilhões), um consumo per capita de mais de 7 pares. O país é o principal destino do calçado brasileiro desde o final da década de 60, nas primeiras exportações. Porém, com o real valorizado ante ao dólar, o calçado brasileiro acabou perdendo espaço nos últimos anos.

 

Em 2010, os norte-americanos consumiram US$ 341 milhões em calçados brasileiros, número que caiu mais de 56% no comparativo com o registro do ano passado (US$ 191,8 milhões). Entre 2014 e 2015 a queda foi de 0,9%, demonstrando que existe uma recuperação gradual daquele mercado para o produto verde-amarelo. Somente os últimos dois meses de 2015, novembro e dezembro, houve um incremento de mais de 30% na relação com igual período de 2014.

Participam da edição de fevereiro da FN Platform as marcas Rider, Grendha, Zaxy, Ipanema, Anatomic & Co, Moema, Schutz, Pampili, Boaonda, Amazonas Sandals, Shoetherapy, Stéphanie Classic, Carrano, Ferracini, Dumond, Capodarte, Pimpolho, West Coast, Cravo & Canela, Malu Super Comfort, Território Nacional, Raphaella Booz, Usaflex, Via Scarpa, Pegada, Ferri, D-Frent, Itapuã, New Face, Itsandal e Vicenza.

Fonte: braziliantimes.com