Publicado em 19/02/2016 as 12:00am

Brasileiro é acusado de agredir mulher em Framingham (MA)

Brasileiro é acusado de usa uma faca para agredir mulher

Uma de Framingham (Massachusetts) está sofrendo hemorragia no seu cérebro após um homem agredi-la no sábado. A afirmação foi feita pelo Promotor Batool Raza durante uma audiência no Tribunal Distrital da cidade, na terça-feira (16). Ele acusou o brasileiro Vinícius Alves, 21 anos, que foi preso e indiciado por agressão.

Conforme as informações dadas pelo Promotor, uma mulher na Carlson Road ligou para o 911 (número de emergência) e disse ao atendente: “Eu quero ele fora”. Em seguida a chamada foi desconectada.

Os policiais foram ao local do ocorrido e ao adentrarem o apartamento, encontraram Vinícius e a vítima, uma mulher de 48 anos que estava chorando. Ela disse ao policial que o rapaz tinha ficado com ela, mas depois pediu para ele sair e ele se recusou. “Foi então que liguei para a emergência”, relatou.

A mulher disse, ainda, que fez a ligação de seu quarto, mas o rapaz ficou irritado e entrou no cômodo e colocou uma faca no pescoço dela dizendo: “se você falar onde você está eu te mato”.

Ao ser questionado pelo policial, Vinícius disse que a mulher o havia chamado porque o namorado a havia espancando. O rapaz insistiu que ele estava ali para defendê-la, mas ela negou tudo que ele disse.

Conforme as investigações, inicialmente a mulher disse que Vinícius não bateu nela, mas na terça-feira afirmou que ele tinha a agredido sim. Ela tinha ido ao MetroWest Medical Center para ser medicada de um ferimento na cabeça. Foi então que os médicos descobriram um sangramento em seu cérebro e a transferiu para Tufts Medical Center, em Boston, segundo a Promotoria.

Ela disse que não queria prejudicar o rapaz, apenas vê-lo fora de seu apartamento e que se falasse sobre a agressão, ele teria mais penas para serem julgadas.

Vinícius foi indiciado por agressão com arma perigosa (faca) e o Promotor Raza pediu ao juiz David Cunnis para mantê-lo preso mediante uma fiança no valor de US$1,500. O advogado do brasileiro, Robert Costello, argumentou que a história contada pela mulher tem “inconsistência significativas”. Ele disse que ela alegou que ninguém a tocou, mas dias depois mudou sua versão do fato. “A própria polícia não notou qualquer ferimento e que ela estaria tentando proteger o seu namorado, o verdadeiro culpado pela agressão”, disse.

O juiz determinou uma fiança de US$500 e ordenou que Vinícius fique longe da vítima e não tenha contato com ela. Ele deve retornar ao Tribunal no dia 8 de abril para uma conferência de pré-julgamento.

Esta não é a primeira vez que Vinícius vai preso. Em 2012 ele foi acusado de participar de um grupo que roubou vários aparelhos eletrônicos de veículos estacionados. Naquela época, a polícia relatou que encontrou com ele e mais três adolescentes os produtos roubados e uma certa quantidade em maconha.

Vinícius foi acusado de posse de carro roubado, posse com intenção de distribuir maconha, posse de ferramentas usadas por assaltante e mais oito acusações de pose de propriedades roubadas.

Fonte: braziliantimes.com