Publicado em 23/02/2016 as 12:00am

Atraso na remessa de dinheiro faz brasileiros acionarem a polícia

Segundo informações, não oficiais, o valor estimado que a Comex deixou de repassar aos clientes é de $50 mil dólares.

Alguns clientes de uma companhia de remessa de dinheiro, situada em Newark-NJ, estão vivendo um pesadelo, isso porque desde o ano passado o valor enviado ainda não chegou ao destino.

No início de dezembro de 2015 Maria da Silva (nome alterado em proteção à fonte) foi até a Via Brasil, em Newark, e fez uma remessa para o Brasil e até janeiro deste ano a transação não havia se concretizado. Quando foi procurar a empresa foi comunicada que a remessa foi feita através da Comex Tranding, inclusive a funcionária da Via Brasil provou com comprovantes.

Entraram em contato com Juliano Souza, da Comex, e não obtiveram resposta. Maria procurou o departamento de seguro e constatou que além dela, aproximadamente 20 pessoas estariam passando pela mesma situação.

“Estou me sentindo lesada, fiz essa economia por um longo tempo, precisava deste dinheiro lá para pagar um investimento de família e acabei ficando sem poder pagar a minha parte, tendo de emprestar dinheiro de familiares. É revoltante você saber que fez tudo certo, mas que confiou na empresa errada”, diz Maria.

O departamento de seguro de New Jersey entrou em contato com ela há duas semanas e orientou que ela fizesse um boletim de ocorrência para poder oficializar o processo. Maria também procurou um advogado, pois no caso de não receber o dinheiro nos próximos dias, levará a empresa à corte.

“Assim que o departamento de seguro entrou em contato comigo, consegui falar com o Juliano através do meu contato com a Via Brasil e ele me pediu 90 dias, pois segundo ele, o envio foi feito para uma conta no Brasil e esse foi o prazo que o banco que ele trabalha pediu para levantar os depósitos e verificar onde está o dinheiro”.

Segundo informações, não oficiais, o valor estimado que a Comex deixou de repassar aos clientes é de $50 mil dólares.

“Esse foi o valor aproximado que fui informada, não tenho essas provas, mas sei de clientes que fizeram três remessas e nenhuma chegou ao destino”, comenta Maria.

Nossa equipe tentou entrar em contato com a empresa de Juliano, porém ele não atendeu aos telefonemas.

No início da segunda quinzena de fevereiro, a funcionária da Via Brasil informou que o valor será pago até o começo de março.

“Espero que isso seja realidade, estou realmente angustiada com tudo isso e espero que não passe de um mal entendido e erro bancário, pois não gostaria de saber que nossos compatriotas estejam atuando de maneira incorreta” finaliza Maria da Silva.

 

 

Fonte: Marisa Abel