Publicado em 25/02/2016 as 12:00am

Milhares de pessoas dão adeus a Gabriella

Mais de mil pessoas participam de velório que aconteceu na 1ª Igreja Batista de Pompano Beach

Na noite de segunda-feira (22), uma multidão de pessoas se aglomerou nas dependências da 1ª Igreja Batista de Pompano Beach, na Florida. Todos queriam dar o último adeus para a jovem Gabriella Heiderick, de apenas 16 anos de idade, que morreu no sábado, vítima de um acidente de trânsito.  A cerimônia também foi transmitida, ao vivo, pela internet e segundo o Pastor Silair Almeida, mais de cinco mil famílias estavam conectadas.

Durante um culto em homenagem a Gabriella, os amigos compartilharam histórias vividas com ela, lembraram dos bons momentos e da felicidade que ela emanava onde chegava. Ao final da cerimônia, todos soltaram balões brancos que voaram até o teto da igreja. No dia seguinte o corpo foi sepultado no cemitério da cidade.

Gabriella Heiderick morreu na madrugada de sábado (20) depois que perdeu o controle do veículo que dirigia e bateu em uma árvore na Glades Road, em Boca Raton.  Ela foi declarada morta no local do acidente, por volta das 03:24 a.m.

A jovem dirigia um Kia Rio 2006, na Glades Road, próximo ao acesso da Turnpike. Ao fazer a curva, ela perdeu o controle e acabou batendo na árvore do lado do motorista, segundo as autoridades. Um dia após o acidente, o BT conversou com alguns amigos e familiares da jovem, os quais ainda estavam abalados com a história. “Ela era uma menina alegre, sempre de bem com a vida e todos a amavam”, disse uma amiga.

Um primo informou que Gabriella vinha de uma festa feita com amigos de sua escola. A menina morava com a mãe, Fernanda Nascimento, e o irmão mais novo. O pai, Willian Heiderick, está separado da esposa, mas mora na mesma cidade, em Boca Raton. Os dois são naturais de Minas Gerais.

 

CAMPANHA

Como ninguém esperava pelo ocorrido, a família não tem condições de arcar com todas as despesas. Por isso amigos e familiares se uniram para ajudar a levantar o dinheiro e custear as despesas funerárias. O objetivo é levantar US$22 mil, e até o dia do sepultamento já havia sido arrecadado mais de US$25 mil. Mesmo assim, os organizadores esperam que as pessoas continuem ajudando, pois o dinheiro servirá, também, para manter a mãe, durante este tempo que ela não tem condições de trabalhar.

Quem quiser ajudar, pode acessar www.gofundme.com/wuquzaa4 e fazer uma doação de qualquer valor.

Fonte: Luciano Sodré