Publicado em 29/02/2016 as 12:00am

Brasileira Margareth Shepard concorre a vaga de membro do comitê dos Democratas em Framingham

As eleições para o concorrer ao cargo ocorrerão nesta terça, juntamente com as eleições primárias

A brasileira, natural de Goiânia (GO) e residente nos EUA há quase 24 anos, Margareth Shepard é filiada ao Partido Democratas desde 2008 e este ano está concorrendo ao cargo de membro do Comitê Eleitoral do Partido Democratas em Framingham. As eleições, que irão eleger os 35 membros que farão parte do Comitê do partido em Framingham, acontecerá nesta terça-feira, dia 1º de março, juntamente com as eleições primárias. Para ter direito ao voto é não é necessário ser filiado a nenhum partido, apenas ser cidadão americano e ser registrado para votar nas eleições americanas. " O momento que vivemos requer a nossa participação em todos os níveis. Não basta ser apenas pai ou mãe, um bom profissional, atuantes em nossas igrejas. É preciso que participemos do processo político administrativo. Para isto temos que entender como funciona no nosso pequeno coletivo.”, afirma Margareth.

O Brazilian Times bateu um papo com Margareth Shepard, representante da nossa comunidade brasileira no cenário eleitoral americano, para conhecermos um pouco mais sobre as funções de um membro do Comitê Regional, além de suas posições políticas, frente ao cenário das atuais eleições.

BT: Qual a função de um Comitê Regional e o que ele pode fazer pela comunidade local?

Margareth Shepard: O Comitê nada mais é do que o diretório do partido. O objetivo dos comitês regionais dos Democratas é manter a comunidade informada e envolvida sobre as relações internas, estaduais e nacionais, sobre assuntos de interesses sociais durante o período eleitoral, além é claro, de apoiar o candidato do nosso partido. Os comitês partidários locais são compostos por pessoas voluntárias que se dispõem a dedicarem seu tempo neste trabalho de network, escolha e suporte daqueles que serão eleitos para trabalhar diretamente na administração pública.

BT: Entre os dois pré-candidatos do Democratas para a concorrer às próximas eleições presidenciais americanas, qual é o seu favorito nessa disputa? A secretaria de Estado Hillary Clinton ou o Senador pelo Estado de Vermont Bernie Sanders?

Margareth Shepard: A minha candidata ao cargo é a Hillary Clinton, pois creio que precisamos de um representante que saiba dialogar com todos e que tenha uma boa capacidade de negociação. Creio que ela seja essa pessoa.

BT: Qual a sua opinião pessoal sobre o posicionamento do pré-candidato Republicano Donald Trump, quanto aos imigrantes?

Margareth Shepard: Creio que seu posicionamento em relação aos imigrantes, seja consequência da visão de sociedade que ele tem. Ele é um homem de negócios, o foco dele é fazer o país funcionar como uma empresa hierárquica. Ele usa essa questão de deportação em massa, para justificar os problemas financeiros do país, como se essa fosse a solução. Mas creio que após as eleições primárias, se ele for eleito a ser o candidato pelo partido Republicano, a forma de campanha dele deva mudar um pouco.

BT: Qual a posição do Partido Democratas quanto a situação dos imigrantes ilegais nos EUA?

Margareth Shepard: O partido é favorável a regulamentação da situação desses imigrantes e reconhece a necessidade de uma Reforma Imigratória, que deve acontecer de forma gradativa para mais de 11 milhões de indocumentados.

As eleições primárias presidenciais do Partido Democrata norte-americano em 2016 ocorrerão nos 50 estados dos Estados Unidos, no Distrito de Columbia e nos territórios norte-americanos, assim como nas comunidades norte-americanas residentes em todo o mundo. Para mais informações sobre os locais e horários de votação, acesse o link: www.wheredoivotema.com/bal/myelectioninfo.aspx e para informações especificas da votação em Framingham, acesse: www.metrowestdailynews.com/article/20140328/News/140325799

Fonte: Thais Partamian Victorello