Publicado em 16/03/2016 as 5:00pm

PF acusa dois empresários brasileiros na Flórida de fraudar envio de motos para o Brasil

Revendedores, proprietários e praticantes do off-road foram alvos das operações.

Nas últimas semanas, o motociclismo off-road foi surpreendido por ações da Receita Federal que, com apoio da Polícia Rodoviária Federal, apreendeu diversas motos para a prática do fora-de-estrada em Minas Gerais e São Paulo. Todas irregulares. Saiba como identificar se a sua motocicleta está legalizada.

Segundo as autoridades, o objetivo das operações era fiscalizar a regularidade de motocicletas importadas para a prática de trilhas e modalidades off-road.

A "Operação Trilhas de Minas", realizada em Belo Horizonte (MG) e região, local habitual de trilhas, e a "Operação Enduro", deflagrada durante competição de motocross em Atibaia (SP), apreenderam 157 motos importadas ilegalmente.

Revendedores, proprietários e praticantes do off-road foram alvos das operações.

 

Quadrilha "esquenta" motos

As autoridades têm combatido fraudes na importação de motocicletas desde o ano passado quando, em setembro, a "Operação Racer" cumpriu mandados em diversas empresas do interior de São Paulo e em Ponta Porã (MS), apreendeu motos e peças, e prendeu três pessoas pelo crime de descaminho.

Este crime ocorre quando não há o pagamento dos tributos na entrada do bem no País. Os detidos foram indiciados ainda por associação criminosa.

Segundo Alexandre Custodio Neto, delegado-chefe da PF (Polícia Federal), havia dois esquemas de fraude na importação de motos. O primeiro consistia na entrada de motocicletas novas, importadas ilegalmente do Paraguai e vendidas como usadas por meio de notas e registros falsos.

"O segundo era a venda de motos fracionadas, enviadas ao Brasil em partes e em diversas remessas que chegavam ao Aeroporto do Galeão (RJ) com notas frias e depois eram vendidas aqui", explicou.

Dois empresários brasileiros na Flórida (EUA) estavam envolvidos no esquema e são acusados de fracionamento de remessas postais e falsa declaração de conteúdo, apontou ainda o delegado da PF.

Além de quadrilhas, proprietários que adquiram motos importadas ilegalmente estão na mira da polícia, o que deixa muitos motociclistas de off-road preocupados.

Fonte: braziliantimes.com