Publicado em 21/03/2016 as 3:45pm

Brasileiro marca duas vezes e dá 1ª vitória ao NY Red Bulls na temporada

Depois de duas derrotas para Toronto e Montreal nas duas primeiras rodadas, a vitória por 4-3 na Red Bull Arena deu os 3 primeiros pontos ao NY Red Bulls, e só vieram graças aos dois gols do brasileiro Felipe.

Esse é o tipo de jogo do qual o torcedor não pode reclamar: sobretudo o do New York Red Bulls que depois de um jogo movimentado com 7 gols, viu seu time conseguir a virada sobre o Houston Dynamo nos últimos minutos.

Depois de duas derrotas para Toronto e Montreal nas duas primeiras rodadas, a vitória por 4-3 na Red Bull Arena deu os 3 primeiros pontos ao NY Red Bulls, e só vieram graças aos dois gols do brasileiro Felipe.

Em sua 2ª temporada no NY Red Bulls, o meia ex-Montreal Impact marcou o 3º e o 4º gols: primeiro, aos 77' Felipe recebeu na entrada da área, evitou a chegada do meia Andrew Wenger, arrumou para o pé direito e bateu com rara precisão, na gaveta, longe do alcance do goleiro Joe Willis.

Seis minutos depois veio o gol da vitória numa de suas especialidades: uma cobrança de falta da entrada da área, que foi morrer no ângulo superior direito.

Outro brasileiro que marcou ontem foi Alex, do Houston: o meio-campista ex-Chicago Fire, que faz sua 2ª temporada no Texas fez seu primeiro gol na temporada, o 3º do Houston, aos 65'.

O Red Bull abriu o placar com Sacha Kljestan (22'), mas ainda no primeiro tempo, Will Bruin marcou duas vezes (35' e 41') e virou a partida para os visitantes.

Após o intervalo, Mike Grella voltou a igualar o placar (63'), mas o empate durou apenas dois minutos.

Baixas
No entanto, não foi uma noite só de boa notícias para o Red Bulls: Gonzalo Veron, Ronald Zubar e Gideon Baah todos deixaram o campo lesionados, o último, o zagueiro ganês Baah precisou ser carregado e deixou o gramado em lágrimas.

“Bem, nem tudo saiu como nós gostaríamos'', disse o técnico Jesse Marsch, do Red Bulls, após o jogo. “Mas no intervalo nós conversamos, dizendo que a vitória tinha que sair de qualquer forma, que depois de duas derrotas cabia aos 11 caras em campos fazer isso acontecer.''

“E eles conseguiram. Então, essa parte foi boa. Mas também é inegável que ainda poderíamos ter sido mais eficientes na defesa, principalmente no primeiro tempo. E que hoje para vencer dependemos do talento individual do Felipe.''

Fonte: braziliantimes.com