Publicado em 6/04/2016 as 6:00pm

Kyani não é pirâmide, explica distribuidor da FL

A Kyani é uma empresa da família Hansens -dona de grandes redes de hotéis, lojas e empreendimentos imobiliários

Quem nunca ouviu falar dos clubes da Tapperware, tão populares nos anos 80 e 90 no Brasil? O que poucos brasileiros lembram é que a Tapperware era uma das centenas de empresas mundiais que investiam apenas no Marketing Multinível (Multi Level Marketing) como ferramenta de vendas e divulgação. Seu marketing consistia em criar grupos que recrutassem novos consumidores para o seu produto.

A Tapperware está na lista das grandes empresas multi levels do mundo que inclui Avon, Amway, Hermes, MaryKay, Herbalife, Arbonne, Nature Sunshine e outras grandes que movimentam mais de $160 bilhões(*) de dólares ao ano.

E nessa lista de grandes empresas há um nome novo: Kyani. A empresa, que existe desde 2007 e investiu no “Triângulo da Saúde”, seu carro-chefe, há cinco meses teve o primeiro grupo de brasileiros cadastrados.

 

Grupo brasileiro é o que cresce mais rápido

O grupo brasileiro tem sido o que cresceu mais rápido na companhia, conforme destaca Michael Parson, que abriu o Mercado na Flórida há seis meses e logo depois convidou o casal de amigos Vinicius e Andreia Abranches. Em dois meses já havia quase 200 brasileiros cadastrados. “O brasileiro é empreendedor. Vem aqui para correr atrás do sonho Americano”, elogia Parson.

Questionado sobre a desconfiança que alguns brasileiros desenvolvem em relação ao MLM, devido a experiências anteriores, ele enfatiza: “a diferença é que a Kyani tem um produto real, natural, que não é GMO (genetically modified organisms), comprovadamente eficiente e é uma empresa que está no mercado desde 2007, reconhecida pelo BBB – Acredited Business Bureau”.

A qualidade do produto vem sendo comprovada por várias pessoas. Um dos clientes de Michael, que sofre de falha no fígado, vem intrigando os seus médicos com sua visível e rápida recuperação. Vinny é outra prova da eficiência. Por mais de 26 anos sofria de dores crônicas no joelho e estava pronto para fazer uma cirurgia. “Já não aguentava mais as dores. Mas depois que comecei a tomar os produtos da Kyani as dores pararam”, testemunha Vinny, que também se livrou de dores no estômago, da queda de cabelo e da insônia.

Outro testemunho positivo é do seu filho. “Ele foi fazer os exames para escola e estava 100% saudável”, conta Vinicius.

Esses são apenas alguns efeitos do Triangulo da Saúde, da Kyani, produzido a partir do blueberry selvagem do Alaska (Wild Alaskan Blueberry) que tem função detox e poder antioxidante 5 vezes mais que os blueberries tradicionais. O blueberry selvagem protege células e reduz o risco de doenças degenerativas.

O Kyani conta ainda com frutas como Romã, Raspberry, Amla Berry, Gingseng e Noni em sua composição.

 

Kyani não é pirâmide

Não bastasse os princípios ativos, o Kayani também permite aos distribuidores alto índice de compensação financeira. Michael garante que já tem brasileiro no nível Ruby, que recebe cerca de $4,000 por mês em compensação. “Em todo o país há jovens com 25 anos faturando $30,000 dólares ao mês”, destaca Parson.

Quanto à comparação de MLM com as pirâmides financeiras, Vinny reconhece que há um desafio em mostrar as pessoas que são coisas diferentes (ver mais informações no quadro comparativo). Nas reuniões, Vinny e Andreia tentam rebater a desconfiança de muitos brasileiros que temem estar sendo enredado em mais um esquema. Ao contrário de empresas como a Telexfree, os distribuidores da Kyani têm que cadastrar e manter consumidores na rede, conforme destacam. Ou seja, tem que ser mantida a venda do produto e não somente o cadastramento de pessoas. “Qualquer pessoa com visão vê a diferença entre essa empresa, que é séria, e a Telexfree”, destaca Vinny. “Não entrei por causa do dinheiro, mas por causa da saúde”, completa.

A Kyani é uma empresa da família Hansens -dona de grandes redes de hotéis, lojas e empreendimentos imobiliários-  em parceria com a família Taylor - produtora da maior produtora de batatas do mundo, a Idaho Potato. A Kyani mantém em sua linha 3 produtos como carro-chefe, no triângulo da saúde (Kyäni Sunrise Kyäni Sunset e Kyäni Nitro) que defendem, reparam e mantém a saúde de todas as células do corpo. Quem não quiser se tornar distribuidor pode ser apenas consumidor, adquirindo o kit por $149,95.

A pessoa pode se tornar distribuidora com pacotes de produtos a partir de $299. Para mais informações sobre como adquirir os produtos ou se cadastrar, ligue para Andreia (561-305-1936) ou Vinicius (954-818-1143).

 

 

* 81 bilhões foi o faturamento em 2014 das 100 maiores empresas de MLM, o que representa 50% do mercado de MLM em todo o mundo. Os dados são do website www.businessforhome.org.

 

Diferenças entre “Pirâmides” e MLM

Para saber a diferença entre esquemas de pirâmides e MLM é necessário identificar as características de um de outro.

Nos negócios multinível o produto ou serviço é a chave por detrás do negócio e não o recrutamento de pessoas. O MLM também mantém plano de pagamento realístico.  O Marketing de Redes, Negócio Multinível ou MLM em inglês,  é um negócio de venda onde alguém trabalha como um distribuidor independente de uma empresa e vende os seus produtos ou serviços de forma direta.  O MLM é a evolução da venda direta, que nasceu aqui Estados Unidos. A diferença entre o MLM e a venda direta é que na venda direta a empresa só paga aos seus distribuidores as comissões tuas vendas. No MLM, as pessoas recebem incentives também pelo crescimento e formação de um novo grupo de distribuidores.

 

Pirâmide Financeira

No esquema de pirâmides não há um produto real a ser distribuído. Algumas empresas até criam produtos somente para justificar o esquema de rede, como era o caso da Telexfree. Mas nesse tipo de empresa as pessoas ganham pelo cadastramento de pessoas do não pela venda do produto em si.

Herdeiro do Esquema Ponzi, é uma operação fraudulenta de investimento onde o investidor recebe juros do seu próprio dinheiro e da entrada de novos “investidores” recrutados por ele mesmo. Para sustentar esta fraude é necessário que esteja a entrar dinheiro permanentemente através da entrada de novas pessoas, para garantir os lucros dos “investidores” antigos. Esta fraude, foi criada pelo imigrante italiano Charles Ponzi à sua chegada aos EUA nos anos 20, tendo sido mais tarde descoberta pelas autoridades norte-americanas, onde o Ponzi foi condenado.

Apesar do esquema orquestrado por Ponzi ter criado milhares de vítimas, todos os anos continuam a aparecer entre 5 a 10 esquemas em pirâmide e muitas pessoas ainda acreditam em dinheiro fácil.

Fonte: Vanuza Ramos