Publicado em 25/04/2016 as 12:00pm

Brasileiro sofre dois derrames e uma parada cardíaca

Por estar no país com visto de turista e não ter o seguro social (Social Security), a família está encontrando grandes dificuldades para mantê-lo no hospital com o tratamento adequado que necessita

Desde 2012 o brasileiro Aleuri Machado de 61 anos, natural de Goiânia-GO, vem aos EUA visitar alguns de seus filhos que vivem no país. Depois de dividir momentos agradáveis na companhia de sua filha Carolina Rodrigues e suas netas de 6 e 7 anos, que residem em Fort Lauderdale, Fl.

O goiano seguiu viagem para Miami- FL, onde reside um de seus setes filhos, quando o inesperado aconteceu por volta das 14 horas do dia 5 de abril, Aleuri passou mal e foi levado imediatamente para a emergência do University of Miami Hospital, depois de oito longas horas de espera, os médicos informaram aos familiares que ele havia sofrido um ataque cardíaco e dois derrames cerebrais e o direcionaram para as cirurgias necessárias, depois de 7 intervenções cirúrgicas, Aleuri entrou coma por duas semanas. “Hoje ele já mexe o rosto, os olhos, os lábios e move as mãos” Relata Carolina. 

DESAFIO

Por estar no país com visto de turista e não ter o seguro social (Social Security), a família está encontrando grandes dificuldades para mantê-lo no hospital com o tratamento adequado que necessita.

A filha Carolina que acompanha de perto o progresso do pai, foi informada que precisará desembolsar um valor exorbitante para as despesas médicas, caso escolha manter seu pai recendo tratamentos médicos no país. Por essa razão Carolina e amigos decidiram que deviam procurar a ajuda da comunidade brasileira dos EUA, para que possam enviar Aleuri de volta ao Brasil com toda estrutura necessária, onde poderá receber os tratamentos médicos e o apoio da família que espera ansiosamente por seu retorno.

“Me ajude a tirar meu pai deste hospital, estamos através do Itamaraty procurando ajuda, mas com toda essa loucura acontecendo no Brasil, vocês sabem, não tivemos respostas positivas como o esperado”. Relata no Facebook “Ajude Aleuri” criado para compartilhar e arrecadar fundos para o tratamento hospitalar.

Em reunião com a equipe médica do hospital onde se encontra, os médicos relataram que Aleuri tem grandes chances de recuperação caso receba todos cuidados especiais que necessita. Para que o translado ao Brasil seja feito de forma segura, será necessário uma UTI aérea e um Homecare que tem um custo de 100 mil dólares. “Não podemos esperar, nos ajude!! Toda doação de coração é bem vinda e vai nos ajudar muito, compartilhe com seus amigos no WhatsApp, curta nossa página no Facebook/Ajude Aleuri, tudo isso nos ajudará para que outras pessoas sejam tocadas e abracem nossa causa”, conclui Carolina em sua rede social.

COMO AJUDAR

A comunidade brasileira mostrou sua solidariedade e através do site www.gofundme.com já foram arrecadados mais de 4 mil dólares em apenas 2 dias.

Doações pelo Brasil

Banco Itaú

Agência- 2903

Conta Poupança- 20660-1/500

CPF- 002.302.381-30

Agenor Machado de Moraes Neto (Filho de Aleuri)

GO FUND ME

www.gofundme.com - Título da campanha “Help my dad/ Ajude meu pai Aleuri

Fonte: Milena Bittencourt