Publicado em 27/04/2016 as 2:00pm

Janot detona Dilma durante palestra no MIT

Janot, que também é ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que a crise política do Brasil é "gravíssima", mas destacou que as instituições continuam funcionando.

O procurador-¬geral da República, Rodrigo Janot deu uma palestra na universidade Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, onde falou sobre a crise política no Brasil e desmontou a tese do golpe alegada pela presidente Dilma Rousseff.

Dilma, que também se encontra nos Estados Unidos, tenta convencer a imprensa local com a narrativa de que tem sido "vítima de um golpe de forças ocultas da direita que pretendem encurtar o caminho até o poder" Janot, que também é ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que a crise política do Brasil é “gravíssima”, mas destacou que as instituições continuam funcionando.

“A questão da crise política é grave? É grave, é gravíssima, mas as instituições continuam funcionando”, esclareceu o ministro do Supremo. Janot ainda desmontou a narrativa de golpe defendida por Dilma ao se referir ao esquema criminoso montado na Petrobras para financiar as campanhas eleitorais do PT, de Lula em 2006 e de Dilma em 2010 e 2014. Janot, que é o relator da Lava Jato no STF, descreveu a organização criminosa infiltrada na Petrobras como responsável por um “descomunal esquema de corrupção que gerava um círculo nada virtuoso”.

“O poder político me permite alcançar ilicitamente recursos públicos. Quanto mais recursos públicos eu alcanço, mais poder político eu ganho e, como eu sou mais poderoso, eu consigo alcançar mais recursos”, afirmou o ministro.

Fonte: braziliantimes.com