Publicado em 16/05/2016 as 4:30pm

Brasileiro alerta para o golpe do "falso serviço"

"O contratante queria que eu fosse realizar o serviço em um lugar deserto e afastado e nem seu nome me deu", disse Sanderson

O mineiro de Governador Valadares, Sanderson Li usou as suas redes sociais mais uma vez para fazer um alerta à comunidade. Ele, que sempre se mostrou preocupado com a existências de estelionatários e pessoas que se aproveitam da bondade dos brasileiros, publicou em sua página no Facebook um crime que envolve trabalhadores da construção e limpeza de casas.

Segundo ele, o site do Craiglist está sendo usado por estes “criminosos” para divulgar falsos trabalhos de reforma e limpeza pós-construção na cidade de Windham (New Hampshire). O mineiro afirmou que quase foi vítima deste golpe e que ao se comunicar com o suposto contratante, o mesmo evitou citar seu nome.

Sanderson disse que “foram várias trocas de e-mail pessoal e endereço da obra, mas o contratante nunca marcava um lugar para os dois se encontrarem”. O brasileiro disse ainda que ficou desconfiado e foi procurar no Google Maps o endereço do local onde deveria ser realizado o serviço e ficou assustado quando viu que era um lugar deserto e afastado.

Em sua publicação, o mineiro orienta aos brasileiros para ficarem atentos a ofertas de serviços publicados em sites de classificados. “É importante checar todas as informações e principalmente olhar no Google antes de ir ao local para realizar o trabalho”, disse ressaltando que se não tivesse feito isso poderia ter sido alvo de algum tipo de crime. “Ninguém sabe o que estas pessoas podem fazer com você”, continuou.

Entre as dicas dadas por Sanderson, ele orienta para que as pessoas chequem também as informações do e-mail. “Se não tiver endereço, telefone ou nome da pessoa pula fora que é problema”, conclui.

CRIMES COMUNS

Estes tipos de crime estão cada vez mais comuns na comunidade brasileira em Massachusetts. Além da falsa oferta de emprego, ainda já foram aplicados golpes do falso aluguel, cheques falsos de pagamento em que as pessoas sacam o dinheiro e parte dele enviam para o “contratante”.

Alguns destes crimes foram denunciados, mas as autoridades dizem que não podem fazer nada, pois é difícil encontrar os criminosos e em alguns casos, eles usam contas fora do país para aplicar seus golpes. No caso de Sanderson, não ficou claro qual seria a intenção do suposto contratante.

Fonte: braziliantimes.com