Publicado em 18/05/2016 as 12:00pm

Empresário brasileiro é acusado de fraudar aplicações para obter benefícios na Florida

Numa declaração aos investigadores, o brasileiro disse que nunca teve a intenção de cometer fraude e foi por necessidade, uma falta de compreensão e tendo em consideração o valor líquido que entrou para a família.

O empresário Ricardo Amar, que vive em um condomínio de luxo no Metrowest e proprietário de uma empresa brasileira é acusado de “furtar” milhares de dólares dos contribuintes.

Ele, que possui um negócio de carros de luxo, está enfrentando acusações criminais, mas o brasileiro negou tudo e disse ao Canal 9 que a coisa toda é um equívoco.

Mesmo assim, Ricardo não soube explicar como alguém que vende carros de luxo, incluindo Ferraris, poderia se qualificar para benefícios estatais, incluindo Medicaid e vale-refeição. Documentos mostram que ele coletou um total de US $ 11.395 ao longo de três anos para os quais ele não se qualificava.

O Departamento de Crianças e Famílias disse que ninguém na cada dele estava empregado durante anos, mas em sua página do LinkedIn mostra que ele é o presidente e CEO da VCR Importação e Exportação, um negócio de carros de luxo.

Em 2014, enquanto obtinha auxílio do governo, a empresa de Ricardo gastou mais de US$175 mil bens e a sua esposa listava como seu empregador o Orlando Tickets Online.

Ricardo disse aos investigadores que ele não relacionou o trabalho de sua esposa nas aplicações "por ignorância", de acordo com documentos.

Numa declaração aos investigadores, o brasileiro disse que nunca teve a intenção de cometer fraude e foi por necessidade, uma falta de compreensão e tendo em consideração o valor líquido que entrou para a família.

O estado pediu mais de US $ 15 mil em restituição.

Fonte: braziliantimes.com