Publicado em 23/05/2016 as 9:00am

Brasileira perde a luta contra o câncer

Regina morava em Somerville e foi diagnostica, em 2012, com um câncer de mama

A cabeleireira Regina Nunes, que lutava há quatro anos contra o Câncer perdeu a luta contra a doença neste domingo, dia 22. Durante o tempo em que ela esteve doente, centenas de pessoas se uniram para ajudar no tratamento e diversas campanhas foram realizadas.

Regina morava em Somerville e foi diagnostica, em 2012, com um câncer de mama raríssimo chamado Triplo Negativo, um tumor agressivo quando comparado a outros cancros da mama que tende a crescer mais rapidamente e é menos provável de ser detectado numa mamografia anual.

O tumor também tem mais possibilidades de se espalhar para outras partes do corpo mais cedo (metástases) e foi o que aconteceu com Regina. Quando ela soube do diagnóstico, iniciou o tratamento, mas a medicação deu reação e a brasileira foi obrigada a retirar a mama esquerda.

Após a cirurgia, ela reiniciou o tratamento de quimioterapia e radioterapia, mas novamente ficou ruim e teve que ser internada na CTI, no Cambridge Hospital, em Cambridge.

Após 19 dias de internação, Regina foi para casa e continuou o tratamento, e um ano depois, quase recuperada e pronta para fazer a reestruturação da mama, foi fazer exames e descobriu a metástases e havia cinco nódulos nos pulmões. Novamente mais tratamentos, e passou por cirurgias e mais cirurgias, além de ter duas paradas cardíacas durante este período.

Regina também sentiu uma forte dor de cabeça e foi no Mass General Hospital, onde descobriu que tinha tumores e um já estava em tamanho bastante avançado. Isso prejudicou parcialmente a sua visão e os médicos decidiram fazer mais uma cirurgia de emergência para a retirada do maior.

Após a cirurgia, Regina passou por várias sessões de radioterapia e quimioterapia, e há três meses descobriu que tinha tumores nos pulmões, que começaram a crescer. Depois deste último diagnóstico, a família perdeu as contas de quantas vezes ela precisou ser internada.

Regina é natural de Patos de Minas (Minas Gerais) e morava há 13 anos nos Estados Unidos. Quando chegou, ela trabalhou na área de limpeza de casas, mas logo colocou em prática a sua verdadeira profissão, que é ser cabelereira. Em pouco tempo abriu um salão na região de Somerville e conseguiu uma boa clientela e se tornou conhecida. Mas depois da doença ficou sem poder trabalhar.

CAMPANHA

Os amigos novamente se uniram para promover uma campanha e levantar fundos para custear as despesas de funeral.  O objetivo é conseguir US$15 mil e para isso, é preciso que a comunidade colabore. Quem puder ajudar, pode entrar no link www.gofundme.com/25jyjduk e fazer uma doação de qualquer valor.

A redação do Brazilian Times não conseguiu obter informações de quando será o velório e sepultamento de Regina.

Fonte: braziliantimes.com