Publicado em 25/05/2016 as 2:10pm

Brasileira na Flórida fala sobre start up que aproxima imigrantes do Brasil

Já são mais de 1.900 anfitriões espalhados por 142 cidades de 19 países

Qualquer pessoa que já tenha passado uma temporada fora do Brasil entende a sensação que motivou Flavio Estevam a criar o site Dinneer.com há pouco menos de um ano – um serviço que reúne pessoas apaixonadas pela cozinha que promete trazer uma refeição brasileira feita por brasileiros, para brasileiros, no conforto da casa do anfitrião.

O serviço baseia-se na economia compartilhada, como em outras startups a nível mundial, como o Airbnb e Uber. De um lado, há os brasileiros apaixonados pela cozinha e que estão fora do país há muito tempo. Na rotina, sentem falta de cozinhar uma típica refeição brasileira para uma casa cheia de amigos e familiares. Além da possibilidade de terem uma renda extra sem sair de casa.

Do outro, os brasileiros que não têm intimidade com a cozinha ou até mesmo não tem tempo para preparar uma refeição, mas que também sentem muita falta do tempero brasileiro e de uma boa companhia brasileira para conversar.

O mote do negócio veio a partir da própria experiência pessoal do empresário. " senti na pele a falta que a nossa comida faz quando morei na Nova Zelândia e no Japão. Repensei o objetivo do negócio que me fez abraçar a missão de facilitar o acesso de comida brasileira a todos os brasileiros que estão fora de sua terra natal e em breve para outras nacionalidades como por exemplo, japoneses que moram em outros países cozinhando para outros japoneses", diz Flavio, em sua segunda startup de peso, três anos após o boom do site NamoroFake.com.br

Scheilla, uma das anfitriãs, moradora de Orlando há dois anos, concorda com Flavio: "só quem está fora de casa, longe da família sabe o que é chegar na casa de alguém que passa pela mesma coisa que você, essa sensação de você fazer a comida e a pessoa estar adorando e matar a saudades, nem que seja um pouquinho, vem daí a paixão pela culinária".

Enquanto vários países sofrem com os reflexos da crise econômica que se iniciou em 2007 e as grandes levas de novos migrantes, o Dinneer surge como uma possibilidade de complementação de renda para as famílias de brasileiros no exterior, ao mesmo tempo que podem oferecer uma refeição diferenciada e a baixo custo para o visitante, fazendo novos amigos.

No site, já são mais de 1.900 anfitriões espalhados por 142 cidades de 19 países – com previsão de atingir 100 países até o início do ano que vem. O cardápio é bem variado: há ofertas que vão da feijoada em Palmela (Portugal) à carne de sol com asinhas de frango em Lima (Peru), passando pela tradicionalíssima galinhada em Walloon (Bélgica).

O cadastro do anfitrião ao site é gratuito, mas o site retém uma taxa de 10% do anúncio do anfitrião após ele realizar o jantar. Para se cadastrar como anfitrião basta escolher o tipo de refeição, os pratos que pretende servir e, em menos de cinco minutos, montar o anúncio na maior comunidade de apaixonados pela gastronomia do mundo.

Website: www.dinneer.com

Fonte: braziliantimes.com