Publicado em 5/06/2016 as 10:08pm

Depressão teria levado brasileiro a cometer suicídio em Lowell

Junior da Silva demonstrava instabilidade emocional nos últimos dias

O que leva um jovem de apenas 33 anos a tirar a própria vida? Muitas vezes, por conta da correria do dia-a-dia, não nos atentamos aos sinais que pessoas próximas nos dão de que algo não vai bem a ponto de a pessoa ter a coragem de tirar a própria vida...  Foi o que aconteceu com amigos e colegas do mineiro Aldair da Silva Junior, mais conhecido como Junior da Silva. Natural de Belo Horizonte, Junior que estava morando aqui na América havia cerca de 10 anos, atualmente residia em Roslindale (MA) e trabalhava no ramo de pintura. Não tinha familiares aqui e segundo informações, foi abandonado pelos pais quando ainda pequeno no Brasil, sendo criado por pais adotivos. Ele tinha uma filha, fruto de um namoro que teve quando ainda estava no Brasil. Recentemente Junior terminou um relacionamento conturbado de uma forma não muito amistosa e, segundo amigos, isso desencadeou sérios problemas psicológicos que, somado ao seu histórico de vida, o levaram a depressão.

Nas últimas semanas, amigos relatam que suas postagens nas redes sociais demonstravam que ele não estava muito bem. “Quando as pessoas o questionavam, ele as excluía da sua rede de amigos no Facebook”, relatou uma amiga.  O mineiro chegou a comentar com colegas que a situação de desavença com sua ex estava tão insustentável que, para resolver a situação, “ou ele matava ou teria que tirar a própria vida”, mas ninguém acreditou que ele poderia realmente chegar a esse ponto. “Ele tinha um temperamento difícil, mas o sonho dele era constituir uma família”, relatou uma amiga de Junior, que preferiu manter sua identidade em sigilo.

Na última quinta-feira, Junior foi encontrado morto na casa em que residia sozinho em Roslindale. A causa da morte ainda não foi divulgada pela polícia, pois o caso ainda está sendo investigado, mas amigos muito próximos a ele relatam que ele cometeu suicídio devido a forte depressão. Como não tem familiares, o corpo ainda não pode ser reconhecido. A causa oficial da morte deve ser divulgada pela polícia que investiga o caso, nos próximos dias.

Amigos do brasileiro farão uma campanha para arrecadar recursos para o seu funeral o qual, em breve, iremos divulgar para auxiliar na campanha de arrecadação dos recursos financeiros necessários.

Fonte: braziliantimes.com