Publicado em 8/06/2016 as 3:00pm

Brasileiro é preso por descumprir ordem judicial

Jose Dos Reis desrespeitou uma ordem judicial e foi preso duas vezes em menos de um dia

Um homem que mora em Framingham (Massachusetts) violou uma ordem de restrição 90 minutos depois de ser colocado em liberdade, após uma audiência no Tribunal Distrital da cidade. A denúncia foi feita pelo Promotor Daniel Storms, o qual relatou que o brasileiro José dos Reis, 36 anos, e ocorrido foi registrado nesta segunda, dia 06.

Conforme os registros policiais, o brasileiro foi preso pela primeira vez na noite de domingo, por volta das 10 p.m. após uma discussão com um companheiro de apartamento. A polícia relatou que ele chutou a porta do banheiro para pegar a suposta vítima e em seguida ameaçou esfaqueá-la com uma faca de caça.

No domingo em torno 22:00, a polícia prendeu Dos Reis após uma disputa com um companheiro de quarto. A polícia disse que Dos Reis chutou em uma porta do banheiro para chegar a um companheiro de quarto e, em seguida, ameaçou esfaqueá-lo com uma faca de caça.

Ele compareceu à uma audiência perante a juíza Jennifer Stark que o liberou sem precisar pagar fiança, mas determinou uma ordem de restrição para que ele não se aproximasse do colega de apartamento e nem mantivesse contato com ele. Este julgamento aconteceu às 3:00 p.m. de segunda e cerca de uma hora e meia mais tarde a vítima disse que viu José no apartamento.

Mais tarde, na mesma noite, o acusado retornou para o prédio, por volta das 9:00 p.m. Os policiais foram ao local e o encontraram sentado a cerca de 90metros do local onde foi determinado que ele deveria ficar longe. Novamente ele foi preso e desta vez acusado de violar uma ordem de restrição.

Em uma nova audiência, que aconteceu nesta terça-feira (07), o Promotor Storms pediu à juiza Martine Carroll para revogar a decisão sobre sua prisão no julgamento de segunda-feira e definir uma fiança no valor de US$ 1.500 sobre este novo caso.

O advogado do brasileiro, June Jense, argumentou que tudo se tratava de um mal-entendido e a juíza entendeu que o “brasileiro era uma pessoa que não tem outro registo criminal, exceto nas últimas 24 horas. Ela decidiu colocá-lo novamente em liberdade, sem precisar pagar fiança, mas disse que ele deve cumprir a ordem de restrição.

No dia 29 de agosto o brasileiro deve retornar ao Tribunal para uma audiência de pré-julgamento.

Fonte: braziliantimes.com