Publicado em 29/06/2016 as 6:00pm

Brasileiro rouba carne para fazer churrasco em Framingham (MA)

O funcionário relatou ao seu chefe sobre a descoberta e a direção do Market Basket começou a rever os vídeos de segurança

As autoridades divulgaram nesta terça-feira, dia 27, a prisão de um homem acusado de furtar carnes e mariscos do seu empregador (Market Basket), na cidade de Ashland (Massachusetts). O crime teria sido descoberto em um recente churrasco que ele organizou em sua casa, quando um de seus colegas de trabalho estava na festa e percebeu um grande estoque de alimentos congelados em um freezer.

O acusado é Ricardo Molina, 40 anos, o qual segundo algumas pessoas nas redes de sociais, é brasileiro. Ele foi preso na manhã de segunda-feira (27), depois e indiciado pelo furto de aproximadamente US$3mil em mercadorias, sendo camarões, carnes e outros itens.

Na sexta-feira (24), um gerente do Market Basket acionou a polícia para informar os furtos. Ele afirmou que Ricardo, que trabalha na loja, realizou recentemente um churrasco em sua casa, na cidade de Framingham e um colega convidado fez a descoberta. "Ele (Molina) estava com o freezer lotado de carnes congeladas e camarão", afirmou um relatório apresentado ao Tribunal Distrital de Framingham, na segunda-feira.

O funcionário relatou ao seu chefe sobre a descoberta e a direção do Market Basket começou a rever os vídeos de segurança, os quais mostraram Ricardo furtando carne e sacos de camarão congelado. Os furtos ocorreram durantes meses, de acordo com o relatório. “Os gerentes confirmaram o furto de $2.000, mas eles acreditam que o total possa ser em torno de $3 mil, pois não checaram todos os vídeos”, escreveu a nota policial.

Quando foi interrogado pela polícia, na segunda-feira, Ricardo a princípio disse que não tinha ideia do que estavam os policiais falavam. Mas quando os oficiais informaram que ele foi capturado em vídeo roubando carne e camarão, ele solicitou a presença de um advogado.

Os policiais prenderam Ricardo e o acusaram de furto de propriedade no valor acima de US$ 250.

Na acusação, durante a audiência no Tribunal Distrital de Framingham, os promotores não pediram fiança. O Juiz Cesar Archilla liberou o acusado, que deve voltar ao tribunal no dia 25 de agosto para uma conferência de pré-julgamento.

Fonte: braziliantimes.com