Publicado em 6/07/2016 as 8:00am

Brasileira é furtada na Herald Square em Manhattan

Marina Perrela teve sua carteira furtada enquanto passeava com amigas na região de Midtown em Manhattan.

A sensação de segurança que Manhattan oferece faz com que muitos brasileiros se distraiam com seus pertencesses pessoais, foi o que aconteceu com a brasileira Marina Perrela. “Eu estava com minhas amigas na Herald Square naquelas feirinhas que sempre organizam por lá. Nós três sentamos para comer na frente da barraca. Foi então que eu pendurei minha bolsa na cadeira, estava super movimentado minha amiga bem próxima e uma na minha frente até aí tudo bem. Como eles estavam fazendo passeios turísticos resolvemos tirar uma selfie, assim elas levariam mais uma recordação para o Brasil, foi neste momento que uma pessoa esbarrou em mim (não sei se foi essa pessoa e nem cheguei a ver o rosto dela). Isso aconteceu com uma certa força e também esbarrou na minha bolsa. Pois bem, tiramos a foto e preparamos pra ir embora como de costume chequei minha bolsa e os meus pertences percebi que minha carteira não estava mais lá. A minha única suspeita foi essa mulher que esbarrou porque até o meu consentimento foi a pessoa que chegou mais próxima de mim”, relata Marina.

A brasileira conta que foi imediatamente tomar as providências necessárias para que esse furto não acarrete em problemas ainda maiores. Ela cancelou os cartões de crédito, mas ainda vai enfrentar a burocracia de ter de tirar uma nova via da licença para dirigir além de ter ir retirar uma nova via do Social Security Number. “Minha maior preocupação é meu SSN porque estava na carteira juntamente com minha Driver License e eles não cancelam SSN. Não sei o que fazer com isso ainda estou em pesquisa porque todo órgão que eu ligo jogam para outro e para resumir a história eles me mandaram entrar em contato com uma das companhias de credit check pra fazer um ‘freeze’ do SSN”.

Marina recomenda para que todos fiquem atentos e tomem cuidado com seus pertences pessoais. Ela conta que enquanto morava no Brasil era uma pessoa totalmente diferente, que lá ficava sempre alerta, mas quando chegou aqui relaxou completamente, mesmo em áreas movimentadas como em Midtown, e a sensação de segurança a fez acreditar que isso não iria ocorrer.

Frustada com a situação ela ainda diz que o mais desgastante é ter de refazer todos os documentos, e a perda de bens pessoais que tem muito valor sentimental também entristece, mas está aliviada por ter sido apenas um furto e não um assalto.

Embora NYC seja uma cidade na qual as pessoas se sentem seguras e nos últimos anos a criminalidade baixou muito, ainda há milhares de ocorrências anuais e é importante que cada um tome as devidas precauções para não fazer parte das estatísticas.

Só para se ter uma ideia em 1990 o número de roubos em toda NYC atingia a casa dos 100 mil, para ser mais exata 100,280 casos e em 2015 esse número baixou para 16,931, segundo dados oferecidos pela NYPD. Os números baixaram muito porém ainda é necessário estar sempre alerta.

Fonte: Marisa Abel