Publicado em 16/07/2016 as 10:00am

Após um mês na Imigração, brasileira é colocada em liberdade

Vivian Najla foi presa dia 10 de junho, ao fazer a travessia pela fronteira dos Estados Unidos com o Canadá, de bicicleta

Depois de passar exatos 33 dias presa pela imigração, após ser pega tentando atravessar a fronteira do Canada com os Estados Unidos, de bicicleta, a brasileira Vivian Najla, 23 anos, teve sua audiência na quarta-feira, dia 13 de julho, onde segundo informações de pessoas que acompanharam o caso, ela teve a fiança fixada em US$4 mil.

A história foi publicada nas redes sociais e comoveu a comunidade, que pensou na dor dos filhos em estarem separados da mãe, e os custos com a fiança e honorários advocatícios só puderam ser pagos graças a solidariedade dos brasileiros que residem aqui nos Estados Unidos. Mesmo com muitas críticas de pessoas que desaprovaram a atitude do casal, em se arriscar dessa forma, durante 5 semanas a comunidade se uniu em prol da campanha, criando desde o site de arrecadação de valores Gofundme, até rifas e feijoadas beneficentes, onde toda a verba arrecadada foi revertida em benefício do caso. “Os brasileiros se solidarizaram por causa das duas crianças que estavam sofrendo com a ausência da mãe. Sabemos que a atitude do casal em atravessar a fronteira foi muito arriscada, mas as crianças não podem pagar por isso”, relata a dona de casa Maria Aparecida Oliveira, 62 anos, moradora da cidade de Everett, que conta ter acompanhado a história desde o início pelas redes sociais. “Fico feliz em saber que as crianças poderão voltar ao convívio com a mãe. Só quem é mãe sabe a dor que é ficar longe dos seus filhos”, afirma ela que ajudou na campanha comprando uma marmita de feijoada.

Entenda melhor o caso

No início do mês de junho o casal de brasileiros Vivian Najla, 23 anos e Marcelo de Freitas, 39, saíram do Brasil com destino ao Canada. Como lhes foi negado o visto americano, o plano do casal era entrar nos Estados Unidos através da fronteira com o Canada de bicicleta. A ideia parece “inusitada”, mas é mais comum do que parece, muitas vezes tentadas por imigrantes de diversas nacionalidades, mas assim como a entrada ilegal pelo México, a vinda pelo Canada sobre duas rodas também é extremamente arriscada. Quando foram avistados pelos agentes da imigração, Marcelo conseguiu se desvencilhar e retornou ao Canada, já Vivian não teve a mesma “sorte”, sendo ela presa e levada para o presidio de Strafford, localizado em Dover (NH).

Nicolas de 5 anos e Nicole de 1 ano e 2 meses, filhos do casal, aguardavam a chegada dos pais. Eles conseguiram o visto e entraram legalmente no país com a avó paterna.

Desde então a comunidade brasileira se mobilizou e fez uma verdadeira força tarefa para arrecadar roupas, alimentos e brinquedos para as crianças, que estiveram sob os cuidados da avó paterna e inúmeras campanhas no Facebook, com o objetivo de arrecadar recursos para que Najla pudesse ter a fiança paga. 

Vivian foi liberada da prisão nesta última quinta-feira, dia 14 de julho e já está com seus filhos.

Fonte: braziliantimes.com