Publicado em 5/08/2016 as 4:00pm

Incidências de pequenos furtos aumentam em Marlborough e Framingham

Falta de registro de ocorrência pode estar facilitando os infratores a continuarem atuando também nas pequenas cidades

Já se foi o tempo em que a violência social acontecia com frequência somente nas grandes metrópoles. Esta semana uma publicação em uma comunidade brasileira do Facebook chamou a atenção dos moradores da região. Nela um brasileiro, residente em Marlbough (MA), fazia um alerta, pois havia acabado de passar por uma situação de tentativa de furto em seu automóvel. Ele relatou que ao retornar para o local onde havia estacionado o seu veículo, notou que no mesmo havia sinais de tentativa de arrombamento. “Provavelmente tentaram arrombar para roubar objetos que estavam dentro do carro”. Foi então que diversas pessoas da região comentaram a publicação, dizendo ter passado recentemente por situações parecidas em Marlborough e em cidades vizinhas, como Hudson e Framingham.

A postagem na rede social, levantou uma questão não muito divulgada nos grandes meios de comunicação, mas que tem acontecido com certa frequência, até mesmo nas mais pacatas e tranquilas cidades, como é o caso de Marlborough. Mas engana-se quem pensa que esses casos se restringem a Marlborough. Recentemente um brasileiro, morador da cidade de Framingham (MA), passou por uma situação semelhante. “No mês de junho eu havia acabado de comprar uma máquina de spray novinha. Coloquei minha van de trabalho no parking da minha casa onde sempre estaciono. No dia seguinte notei que haviam mexido em algumas coisas e o spray não estava mais na Van. Pensei que meu irmão tivesse tirado para fazer algum trabalho, só que quando eu perguntei ele disse que não havia mexido na van. Foi aí que resolvi olhar direito e vi que haviam estourado o lock da porta com uma chave de fenda. Roubaram somente o spray que eu não tinha nem usado ainda”, relatou o jovem brasileiro ao Brazilian Times. E.F, que preferiu não ter sua identidade revelada, relatou ainda que não fez uma ocorrência na polícia, pois no local onde sua van estava estacionada não haviam câmeras de segurança, o que certamente dificultaria a localização dos infratores.

Para o goiano Roberto Oliveira, 53 anos, morador de Framingham há 20 anos, esse tipo infração tem aumentado consideravelmente, devido a omissão de muitas pessoas que passam por essa desagradável situação (especialmente os imigrantes), e acabam não registrando o caso na polícia, o que dificulta a atualização de estatísticas, facilita que os infratores continuem fazendo seus pequenos delitos e impede que a polícia tome as medidas de prevenção necessárias. “Graças a Deus nunca passei por isso nesses meus 20 anos de América, mas tenho alguns conhecidos que já tiveram a infeliz surpresa de terem seus carros arrombados, na maioria das vezes levaram pequenos pertences. Creio que haja uma gang de jovens que praticam esses pequenos furtos para comprarem drogas e a omissão das vítimas, que não denunciam, tem ajudado eles a continuarem na ativa em nossa região. É lamentável. ”

Para evitarmos “surpresas indesejáveis”, a orientação é que, em qualquer lugar que for estacionar seu carro, evite deixar pertences de valor à vista e certifique-se, sempre, ao sair do veículo, que travou as portas do mesmo.

Fonte: Da redação

Top News