Publicado em 24/08/2016 as 4:30pm

Amigos prestam homenagem a brasileiro com câncer

Ao saberem dos efeitos colaterais da quimioterapia, amigos decidiram raspar a cabeça e amigos do Brasil mandam mensagens de força

Três anos após descobrir um câncer melanoma, em estágio quatro, e ter sucesso no resultado da cirurgia e em seu tratamento rapidamente, o brasileiro Anderlei Junior, 35 anos, natural de Teresópolis (Rio de Janeiro) e residente em Tampa (Florida), vive novamente o drama da luta contra a doença. “Há 16 semanas senti muita dor na axila direita e estava achando que seria um pelo encravado. Após duas semanas com dor, fui no Tampa Family Center e a médica me mandou procurar um dermatologista. No dia seguinte meu dermatologista me atendeu na hora do almoço dele e no mesmo momento ligou para o hospital do câncer pedindo tratamento de urgência. Exatamente uma semana depois começava o meu tratamento já no Moffitt Câncer Center”, relata Junior.

Ele fala que “primeiro era só um câncer na axila com quatro centímetros, mas na hora de fazer o Petscam as luzes acenderam igual uma árvore de natal... Na verdade não era um câncer e sim quatro que já tinha se espalhado pelo corpo.  No momento tenho um na axila estágio quatro, um no abdômen também no mesmo estágio, um no pulmão estágio três e um no pescoço estágio dois. Em três semanas, os tumores dobraram de tamanho. Os médicos estão correndo contra o tempo”, continua.

Casado com Elizabeth Mello há 7 anos, pai de Isabella Mello, 19 anos e Bryan Mello, 3 anos, Junior está às vésperas de ser pai novamente. Sua esposa está grávida de sete meses. Ele permanece confiante em seu tratamento no Moffitt Cancer Center e tem encontrado forças para lutar contra essa doença devastadora, através de sua fé em Deus e do amor de seus familiares e amigos, tanto da Florida, quanto do Brasil. Anderlei é muito querido na comunidade brasileira na Florida e também no Brasil.

Acompanhando a batalha de Junior através de seus posts nas redes sociais, onde ele relata o passo a passo do tratamento, bem como os resultados dos mesmos, familiares e amigos fizeram uma emocionante homenagem. No dia em que ele começou a ter os efeitos colaterais da quimioterapia e seus cabelos começaram a cair, ele raspou a cabeça e neste momento foi criada a campanha #SomosTodosJuca, onde amigos em solidariedade com ele, também rasparam os cabelos e postaram fotos nas redes sociais, além de uma verdadeira corrente de oração em favor da Anderlei.

Rapidamente a história se espalhou e muitos amigos aderiram à campanha, que casou comoção. “Primeiro minha família no Brasil começou com uma parada no Facebook: #SomosTodosJuca. No dia em que eu tive que raspar a cabeça, pois já estava caindo o cabelo, quando cheguei em casa e estou acessando o Facebook, começo olhar as fotos e vídeos e chorar como um bebê... Ninguém entendia nada na sala... Foi uma surpresa total”, conta.

Segundo um dos amigos do Junior, Flavio Machado, carioca, 38 anos, morador de Tampa (FL), a ideia de raspar a cabeça veio quando, ao conversar com o Junior, surgiu o assunto de que um dos efeitos colaterais do tratamento seria a perda dos cabelos. “Senti que ele havia ficado triste. Eu os demais amigos dele raspamos a cabeça no dia que ele também raspou”, relata Flavio. “Conheço o Junior há 8 anos, mas o conheci de verdade há 5 meses, quando cheguei na América. Ele recebeu a mim e a minha família na casa dele, com o maior carinho. Dois meses depois ele começou a sentir as dores, fez alguns exames e tivemos a má noticia”, relembra.

Outro amigo que aderiu à campanha, foi Oziel Soares, 31 anos, nascido em Aripuanã (Mato Grosso) e morador de Tampa. “Conheço o Junior desde 2012. Quando soube que ele ia fazer quimioterapia, pensei que a atitude de raspar a cabeça seria uma forma de não deixá-lo sozinho nesse momento”, conta.

AMIGOS MANDAM RECADO PARA JUNIOR (FAZER UM BOX PARA AS MENSAGENS)

“Anderlei você é uma pessoa maravilhosa, amigo que contagia a todos com a sua alegria. O que você está passando agora é apenas uma fase, um momento que vai passar. São momentos como esse que nos faz ser mais fortes. Seja forte, vá em frente, lute! Não se deixe abater. Jamais perca sua fé em Deus, Ele irá te dar toda a força que você precisa. Por pior que seja a tempestade, o sol sempre volta a brilhar. Conte sempre com a gente e até breve!” – Carlos Rotondo Junior e Mariane Rotondo (Teresópolis – RJ)

“Meu irmão de tantas alegrias juntos! Mesmo com a distância, parece que nosso grupo está sempre junto! Amizade que não tem preço.... Temos muito o que curtir ainda. Você é especial, com esse seu jeito sempre alegre, amigo para qualquer hora, cativa a todos, basta ver a quantidade de pessoas que se importam com você. Sabe que pode contar comigo para o que você precisar. Te amamos!” – Rafael Silva (Teresópolis – RJ)

“A vida é feita de calmarias e tempestades. Não há tempestade que não se possa vencer, como não há calmaria que nunca acabe. O que realmente importa são as pessoas com quem fazemos essa jornada. Eu não poderia pedir melhores amigos do que os que a vida me deu. Sei que não existem problemas que não podemos vencer, quando estamos juntos, como agora. Essa é só mais uma tempestade que atravessaremos...” – Daniel Moreira (Macapá -AP)

 “Junior, quando a vida nos presentei com desafios dolorosos e com horas de infelicidade o único caminho e procurar estarmos mais próximos de Deus, de quem amamos e de quem nos ama. Há batalhas que incluem você sem permissão, e aí a determinação, a esperança e a fé são as armas que você tem para utilizar para ser vitorioso. Lute sempre, tudo e possível ao que crê. Um grande abraço e conte comigo para te ajudar nessa luta” - Flavio Machado (Tampa – FL)

“Querido amigo, seja forte e confiante. Seja persistente na sua fé, Deus irá ajudar você. O segredo para tudo mudar e simplesmente continuar lutando, tudo que ainda não acabou, pode mudar. Sim, eu acredito que é possível vencer o câncer, por que acredito que você e um grande guerreiro e não vai desistir. Deus está com você. Pode ter certeza que sempre há algo que nos da força e ânimo para ultrapassar todas as barreiras, acredite. Não fique abatido e a esperança estará sempre presente na fé. Se amanhã será bem melhor do que o seu hoje” – Oziel Soares (Tampa – FL).

Fonte: Thais Partamian Victorello