Publicado em 2/09/2016 as 6:00pm

Suspeito de matar a namorada em 2014 é preso tentando reentrar ilegalmente nos EUA

No momento em que foi preso, na fronteira, o imigrante se apresentou como Martin Reyes Duque

Um homem, suspeito de matar a tiros a sua namorada em 2014 em um hotel ao noroestes de Dallas (Texas), foi preso enquanto tentava entrar, de novo, ilegalmente nos Estados Unidos. As informações foram divulgadas pelas autoridades na manhã desta quinta-feira (1º).

Martin Duque foi detido na segunda-feira, dia 22 de agosto, por agentes da Patrulha de Fronteira, segundo a nota divulgada. Quando o imigrante foi preso, descobriu-se que ele era procurado pelo assassinato de Josefine Grigs, 33 anos, morta com vários tiros no corredor do Best Western.

Segundo as autoridades, a vítima foi morta enquanto ligava para o 911 (número de emergência) e mais cedo ela tinha avisado alguém que o imigrante estava abusando dela e pediu para esta pessoa ir buscá-la. Uma testemunha disse que viu Martin atirando.

Enquanto falava com a atendente do 911, a vítima gritou: "Ele atirou em mim, ele atirou em mim". Martin fugiu e a vítima morreu no local. As autoridades disseram que a mulher conhecia o imigrante pelo nome de José Rios, mas ele também usava outras identidades, tais como: Martin Reyes, Victor Castillo, Juan Hernandez e José Reyes.

No momento em que foi preso, na fronteira, o imigrante se apresentou como Martin Reyes Duque. Não foi informado se Martin vai ser levado para enfrentar a acusação de assassinato ou será deportado. Ele, que foi deportado anteriormente, também enfrentará o crime de reentrar ilegalmente no país após deportação, que é punível com até 20 anos de prisão.

Fonte: Da redação