Publicado em 19/09/2016 as 1:00pm

Brasileiro é condenado a até 24 anos de prisão por estupro em Westborough (MA)

A audiência com a sentença aconteceu na última quinta-feira, dia 15

Em 2003 o brasileiro Marcel Gonçalves Mota, 37 anos, morava na cidade de Worcester (Massachusetts) e aterrorizou a região de Metrowest, invadindo a casa de duas mulheres, na época residentes em Westborough (MA) para abusá-las sexualmente.

Ambas as vítimas foram acordadas no meio da noite em seus quartos por um homem armado. Apesar de as duas mulheres forneceram descrições de estuprador, ele conseguiu fugir.

Graças a eficiência do trabalho de investigação em conjunto das policias de Westborough, New Jersey e Hopkinton, em julho de 2007, Marcel foi preso.

Como após ter sido estuprada por Mota, uma das vítimas dirigiu-se a um hospital para realizar exames e, assim, colher prova. Essa prova viria a ser usada para ligar Mota ao crime usando testes com DNA. A polícia Westborough descobriu que um perfil de DNA se igualou a de Mota, que estava sob custódia em Nova Jersey na época.

Depois que seus casos foram julgados em Nova Jersey, Mota foi devolvido a Massachusetts para enfrentar 18 acusações de estupros em Westborough.

Em audiência na última quinta-feira, dia 15 de setembro, Mota foi condenado, como parte de um acordo de confissão, pelo juiz Thomas P. Billings, de 20 a 24 anos, com crédito de tempo de serviço desde que ele foi levado sob custódia em 13 de julho de 2007.

Mota se declarou culpado de 15 das 18 acusações no Superior Tribunal de Justiça de Worcester, incluindo quatro acusações de violação agravada por roubo armado, invasão de domicílio e assalto à mão armada em uma casa.

Juiz Thomas P. Billings ordenou que todas as sentenças sejam executadas simultaneamente, o que totaliza uma pena de no máximo 24 anos de prisão. De acordo com o escritório do procurador distrital de Worcester, as vítimas teriam concordado com a sentença estipulada.

Fonte: Da redação