Publicado em 3/10/2016 as 6:00pm

Gracias realiza "Cantata de Natal" gratuita em Massachusetts

O espetáculo acontecerá no dia 13, em Roxbury Crossing e retrata a Natividade como uma opera épica

No dia 13 de outubro, às 7:00 pm, o Gracias Coral & Orquestra realizará gratuitamente uma Cantata de Natal, no Reggie Lewis Track and Athletic Center, 1350 Tremont St, ROXBURY CROSSING (Massachusetts). O evento é chamado de a Gracias Christimas Cantata e já foi aplaudido por mais de 100 mil pessoas em 25 cidades em 19 estados norte-americanos.

O grupo é composto de 150 membros e já conquistou vários prêmios em festivais internacionais realizados na Suíça e Itália.

A Christmas Cantata retrata a Natividade como uma ópera épica, um musical para toda a família que trará muita emoção e felicidade.

Apesar de grátis, os ingressos são limitados, portanto, reservas podem ser feitas através do telefone (781) 333-8890. Para mais informações sobre o grupo acesse www.christumascantata.us. Os ingressos também estão disponíveis na redação do jornal Brazilian Times ou pelo telefone (617) 625-5559.

A cantata é um tipo de composição vocal, para uma ou mais vozes, com acompanhamento instrumental, às vezes, também com coro, de inspiração religiosa ou profana, contendo normalmente mais de um movimento e cujo texto, em vez de ser historiado, descrevendo um fato dramático qualquer, é lírico, descrevendo uma situação psicológica. Este gênero foi muito explorado, no período Barroco, por compositores tais como Johann Sebastian Bach, que escreveu mais de 200 cantatas, muitas delas com trechos famosos, como é o caso do coral “Jesus Bleibet Meine Freude”, tradução livre: “Jesus permanece minha alegria”, ou “Jesus, alegria dos homens”.

Durante o Classicismo e Romantismo, o gênero foi pouco explorado, retornando no século 20 com compositores como Carl Orff, autor das cantatas Carmina Burana e Catuli Carmina.

É o gênero mais importante de música de câmara vocal do período Barroco, o principal elemento musical do culto luterano. Desde o final do século 18, o termo foi aplicado a uma ampla variedade de obras, sacras e seculares, na maioria para coro e orquestra, desde as cantatas de Beethoven por ocasião da morte e sucessão de imperadores, até as cantatas soviéticas patrióticas de Shostakovich.

Fonte: Da redação