Publicado em 27/10/2016 as 6:50pm

Dono da Telexfree é considerado culpado e pode pegar 10 anos de prisão

Dono da Telexfree é considerado culpado e pode pegar 10 anos de prisão

O líder de um dos maiores esquemas de pirâmide financeira do mundo, com sede em Massachusetts, que usava como fachada uma empresa de serviços de telefonia via internet assumiu a culpa pelas acusações de fraude eletrônica e conspiração. A audiência aconteceu em um Tribunal Federal na segunda-feira, dia 24.

James M Merril fez um acordo com a Justiça e disse que assumira a culpa, às vésperas de seu julgamento. Desta forma ele ganhou uma redução na pena. A confissão é resultado de uma investigação realizada pelo US Immigration and Customs Enforcement (ICE) e Homeland Security Investigations (HSI) com apoio do FBI, Polícia Federal do Brasil, a Securities & Exchange Commission (SEC) e a Divisão de Valores de Massachusetts.

James Merrill, 55 anos, assumiu a culpa por oito acusações de fraude eletrônica. O juiz Timothy S. Hillman aceitou a confissão e disse que a sentença será divulgada dia 02 de fevereiro de 2017.

O julgamento de Merrill estava programado para acontecer na segunda-feira, mas ele decidiu se antecipar e se declarar culpado. Segundo o agente especial Matthew Etre, “o acusado finalmente está enfrentando a justiça pelo crime de fraudar mais de US$3 bilhões, os quais são provenientes de investidores inocentes, em mais de 240 países ao redor do mundo”.

Segundo ele, o HSI continuará a investigar duramente aqueles que procuram lucrar tirando vantagens de outros.

A Procuradora dos Estados Unidos, Carmen M. Ortiz, disse que o “esquema de pirâmide dirigido por Merrill prejudicou trabalhadores que suaram para ganhar o dinheiro e depois entregar para ele com a promessa de grandes lucros no futuro”.

Entre fevereiro de 2012 e abril de 2014, o acusado dirigiu a Telexfree, que vendia serviços de telefonia pela internet (VOIP), algo semelhante ao Skype e os clientes podiam se inscrever em um site. No entanto a empresa era um esquema de pirâmide financeira e todo o dinheiro arrecadado pela companhia não era proveniente da venda dos serviços e sim dos novos participantes que eram convencidos a investir sob a promessa de que faria muito dinheiro com recrutamentos.

O site destacava Merril como o líder da Telexfree e um empresário experiente no campo das telecomunicações. Também era possível ver os anúncios convidando novos participantes com planos de pagamento US$20 a US$100 por semana para publicar anúncios diariamente na internet.

Começando no final de 2012, o esquema se espalhou rapidamente e em abril de 1014 mais de um milhão de pessoas em todo o mundo tinha assinado com a empresa. Isso inclui 20 mil somente em Worcester (Massachusetts) e milhares em todo o estado.

Nesse esquema, quase um milhão de participantes perderam dinheiro, o que totalizou um prejuízo de US$1,8 bilhão. A maioria das vítimas é dos Estados Unidos, Brasil, China, Portugal, Peru e outros da América Central e América do Sul, Itália e Rússia.

De acordo com os termos do acordo de confissão, Merrill será condenado a cerca de 10 anos de prisão. Merrill também concordou em perder cerca de US$ 140 milhões, vários imóveis, veículos e barcos luxuosos.

Se você foi vítima do esquema Telexfree, acesse o site www.telexfreeclaims.com e faça um pedido de reembolso. 

Fonte: Da redação