Publicado em 29/10/2016 as 10:00am

Ter um cãozinho em casa pode colocar fim a depressão

Ter um cãozinho pode curar muitas doenças

Ter um cãozinho em casa pode ser a solução para muitos problemas. Você não se sente mais sozinho e mesmo não falando a mesma língua, você consegue se comunicar com ele e ter momentos felizes juntos. Então aproveite e conheça os planos da Gabby´s Petz, pois ela pode te ajudar.

Lindos filhotes criados com muita dedicação estão prontos para levar alegria e diversão ao seu lar. Entre em contato hoje mesmo e veja as diversas raças que a Gabby´s Petz tem para lhe apresentar. Os cuidados que a empresa tem para com os animaizinhos são dignos de elogios, pois não mantém os cãozinhos em lojas ou em gaiolas.

A Gabby´s Petz prima pela saúde e qualidade de vida dos cãozinhos, que já são entregues vacinados, com certificado e treinados. Além de tudo, um ótimo preço.

A Gabby´s Petz está localizada em Brooklyn (New York), mas entrega em várias regiões de NY, NJ, CT eMA. Para mais informações acesse o site www.gabbyspetz.com ou ligue no telefone (914) 719-7709.

Os benefícios de ter um animal de estimação à saúde

Economia com médicos e remédios

Donos de cães vão menos ao médico, garantem os pesquisadores. E precisam tomar menos remédios, segundo um estudo australiano. Quando ficam doentes, os donos de cães ainda saem do hospital, em média, dois dias antes que os demais.

Coração blindado

Em pesquisa em Nova York, corretores da Bolsa de Valores foram submetidos a situações de estresse e só os que tinham um animal de estimação apresentaram taxas normais de pressão arterial. É que a sensação de responsabilidade e companheirismo diminui o nervosismo e dilata os vasos sanguíneos. Um estudo de 1980 já apontava isso: durante um ano, a doutora Erika Friedmann acompanhou 92 homens e mulheres hospitalizados por ataques cardíacos. Ela constatou que 11 dos 39 pacientes sem bichos morreram, enquanto apenas 3 dos 53 donos de cães e gatos tiveram o mesmo fim.

Amizades multiplicadas

Passear com um cachorro facilita aproximações. Segundo uma pesquisa, pessoas que saem com seu cão acabam fazendo mais amizades do que as que costumam caminhar desacompanhadas.

Sensação maior de bem-estar

Outro estudo americano, dessa vez realizado com 240 casais, revelou que a presença de uma mascote em casa deixa as tarefas do dia a dia muito mais agradáveis, aliviando nossa pressão cotidiana. Segundo o veterinário Johannes Odedaal, essa interação libera endorfina, dopamina e outros hormônios que reduzem a ansiedade, além de relaxar o corpo.

“Hormônio do Amor”

Mulheres que adotam um cão ou gato filhote passam a produzir mais ocitocina, segundo revela um grupo de cientistas japoneses. Conhecida como hormônio do amor, essa substância é responsável pela alegria quando a mãe dá à luz o bebê e quando o amamenta. Pesquisa realizada nos Estados Unidos comprovou ainda que casais que têm bichos brigam menos do que aqueles que não têm um animal de estimação.

Adeus, depressão!

A companhia de um cão evita o isolamento de pessoas com idade entre 65 e 78 anos, afastando a depressão, segundo um estudo na Inglaterra. E os benefícios não param por aí: os idosos donos de cães e gatos também se tornam mais ativos e sociáveis, garantem cientistas norte-americanos

Fonte: Da redação