Publicado em 4/11/2016 as 8:00pm

Escândalo da Century Union vira notícia em uma das mais importantes revistas brasileiras

A repercussão do vídeo gravado e postado nas redes sociais foi tamanha, que uma das mais importantes e renomadas revistas brasileiras procurou as vítimas aqui nos EUA para repercutir o caso no Brasil

Após a polêmica do vídeo publicado pelo brasileiro Danival Macedo, residente em New Jersey, nas comunidade brasileiras do Facebook na última semana, onde ele relatava ter sido vítima da uma das unidades da loja Century Union, localizada em Newark, ao fazer um envio de dinheiro no valor de US$946 e o dinheiro não ter chegado ao seu destino final no Brasil, a notícia foi vinculada não só pelo jornais locais da comunidade brasileira residente nos Estados Unidos. A repercussão do caso foi tamanha que chegou até a mídia brasileira de grande circulação. Uma das maiores publicações no Brasil, a revista semanal VEJA, procurou as vítimas para relatarem o ocorrido e também o proprietário da Century Union, Robes Barboza, que segundo a publicação, preferiu não se pronunciar. A matéria foi destaque na versão online no site da revista no último dia 26.

 No dia em que publicou o vídeo em algumas páginas do Facebook, o brasileiro Danival Macedo foi procurado por responsáveis pela empresa e teve o seu valor devolvido.“No mesmo dia que publiquei o vídeo entraram em contato comigo para fazer a devolução. Eles não me pediram desculpas pelo incoveniente, pelo contrário, foram bem grossos, mas pelo menos eu recebi meu dinheiro depois de quase dois meses”. Danival se mostrou surpreso com a quantidade de visualizações do vídeo. “Foram mais 80 mil acessos...Não esperava essa repercussão toda do caso. A notícia chegou até no Brasil, a notícia saiu na revista Veja e também fui procurado pela Record. Acredito que a pressão da mídia local e brasileira também fez com que eles quisessem resolver o meu caso logo”, conta.

Um grupo de cerca de 30 pessoas, que também fizeram envio de dinheiro através da Century Union, aguardam o ressarciamento dos valores enviados. “Prometeram resolver na próxima semana, mas não acreditamos por que essa não é a primeira vez que prometem devolver e não cumprem com a data prometida”, relatou uma das vítimas que preferiu não ter sua identidade revelada. Segundo relatos, até o momento o único participante do grupo que foi ressarciado dos valores enviados foi Danval.

Outro brasileiro prejudicado ao fazer um envio de dinheiro foi o Geraldo Souza, residente em Newark (NJ). No dia 16 de setembro ele compareceu na loja da Century Union de Newark para fazer um envio no valor de US $12 mil com a cotaçãoa R$3,30, o valor que deveria ser creditado em uma conta corrente no Brasil seria de R$39.600,00. “A funcionária me informou que esse valor estaria no Brasil no prazo de 7 à 10 dias, mas até agora esse dinheiro não chegou”. Geraldo relata que após os 10 dias, ao verificar que o valor não foi creditado na conta no Brasil, entrou em contato diversas vezes com a loja. “Primeiro o problema era a greve dos bancos no Brasil, quando a greve acabou entrei em contato com eles e me informaram que o problema era por causa do furacão. O furação acabou e o dinheiro até agora não entrou”, relata. Semana passada Geraldo entrou em contato com a loja. “Mais uma vez eu liguei e a funcionária pediu para esperar até meio-dia e meio... Quando eu liguei lá após esse horário, ninguém atendeu mais o telefone”, finaliza.

O paulista Claudio Barboza também procurou o BT para contar que fez um envio no valor US$ 3,500 no dia 3 de setembro para sua irmã no Brasil, através da Century Union de Newark e que até o momento o valor não foi creditado em sua conta no Brasil. “Depois de três semanas entrei em contato para saber o que aconteceu com o dinheiro que enviei, me disseram que o atraso foi devido a greve bancária, depois a culpa era do furacão e até hoje não resolveram, nem me devolveram”, relata. Claudio ainda conta que devido ao ocorrido, esta com as parcelas do seu apartamento no Brasil atrasadas. “Esse valor que enviei era para pagar as parcelas de um imóvel no Brasil, agora estou com elas em atraso e terei que pagar multa”, conta.

Em uma polêmica entrevista ao Brazilian Globe na semana passada, Elizabeth Freitas esposa do proprietário da Century Union Robes Barboza, fez a seguinte declaração. “Isso aí é polêmica...Como eu sou polêmica, como eu sou sucesso, ninguém fala de quem esta no cemitério, ninguém fala de quem não existe, ninguém fala de quem não tem nada... Só falam daqueles que incomodam, daqueles que brilham, daqueles que tem sucesso. A Century Union realmente é do meu esposo”, relatou. Em seguida ela assumiu que a empresa esta com atrasos. “Tem alguns atrasos que serão resolvidos através da empresa. A empresa tem seguro”, afirmou.

Após a publicação do vídeo de Danival, que foi gravado em frente a loja de Newark, apareceram outros brasileiros que também se dizem vítimas, entre eles, brasileiros residentes na Florida, onde também existem lojas Century Union. A ideia do grupo agora é conseguir que pelo menos o valor enviado por cada um deles seja devolvido. Caso a empresa não faça a devolução nos próximos dias, o grupo irá se reunir para juntos acionarem a justiça.

Tentamos contato com os proprietários da Century Union, para ouvir o que eles tem a dizer, mas até o fechamento dessa edição não obtivemos retorno.

Fonte: Da redação

Top News