Publicado em 23/11/2016 as 4:00pm

Juiz pede a novos cidadãos para deixarem os EUA se não aceitarem Trump

John Primono durante a naturalização dos imigrantes

Um juiz federal em San Antonio (Texas) encontra-se no centro de uma polêmica depois de dizer aos imigrantes que se tornaram cidadãos norte-americanos recentemente que Donald Trump é "seu presidente, e se você não gosta disso, você precisa ir para outro país".

Os comentários do juiz norte-americano John Primono foram relatados pela KENS-TV, que cobriu a cerimônia de naturalização, na qual 500 imigrantes prestaram juramento de cidadania dos Estados Unidos, no Institutes of Texan Cultures, na quinta-feira (18).

"Posso assegurar-lhe que, se você votou nele ou não votou nele, e se você é um cidadão dos Estados Unidos, ele é seu presidente. Será seu presidente, e se você não gostar disso, você precisa ir para outro país", afirmou.

Mais tarde, ele disse que o seu objetivo ao fazer a afirmação foi o de promover a união e respeito ao novo chefe da nação. Ele ainda ressaltou que não votou em Trump, mas vai aceitá-lo como presidente porque ele foi eleito.

“Eu não estava tentando dizer nada contra ou a favor de Donald Trump. Apenas tentei dizer algo esperançoso e infelizmente foi tirado do contexto”, disse.

Segundo a mídia local, o juiz também criticou os imigrantes que carregaram cartazes dizendo: “ele não é meu presidente” e disse que odiou a atitude dos atletas profissionais que se ajoelharam durante a execução do Hina Nacional.

Primono é filho de imigrantes alemães e italianos e é juiz desde 1988.

Fonte: Da redação

Top News