Publicado em 30/11/2016 as 10:30am

Brasileiro morre sob custódia do ICE

Wenceslau Esmerio Campos foi deportado em 2008 e retornou ilegalmente aos EUA este ano, quand foi preso novamente

Um cidadão brasileiro que estava sob a custódia do Immigration and Customs Enforcement (ICE) morreu no Methodist Hospital, na cidade de San Antonio, Texas. A princípio, as autoridades informaram que a causa da morte foi identificada como uma parada cardíaca.

Wenceslau Esmerio Campos, 49, estava detido no Complexo de Detenção no Sul do Texas, em Pearsall. Em 23 de novembro, às 6:43 pm, o ICE Health Service Corps notificou funcionários da ICE que o brasileiro seria levado ao Frio Regional Hospital para uma avaliação médica devido a dores no peito.

Pouco tempo depois, funcionários do hospital decidiram transferi-lo para o Methodist Hospital devido à condição de risco de morte do brasileiro. Apesar dos esforços contínuos para estabilizá-lo, a condição de Campos piorou, segundo informações.

No dia 25 de novembro, às 8:55 a.m., Campos foi declarado morto pela direção do Methodist Hospital.

Campos entrou ilegalmente nos Estados Unidos no dia 15 de julho de 2003, próximo a Hidalgo, no Texas, onde foi preso por agentes da Customs and Border Protection (CBP). Ele foi transferido para custódia do ICE e levado para o Centro de Detenção em Port Isabel em Los Fresnos, Texas.

No dia 27 de agosto de 2003, ele foi libertado para esperar o processo em liberdade. Em 18 de março de 2004, um juiz de imigração ordenou que Campos fosse deportado.

De 2005 a 2008, o escritório do xerife do condado de Middlesex prendeu Campos em três ocasiões separadas por dirigir intoxicado. Ele foi condenado três vezes. Sua última prisão por DWI foi em 23 de junho de 2008, e na ocasião ele ainda forneceu um nome falso. Ele foi condenado a 60 dias de prisão.

No dia 13 de agosto de 2008, Campos foi transportado para custódia do ICE e foi finalmente removido para o Brasil em 29 de outubro de 2008.

Oito anos mais tarde, em 23 de outubro de 2016, Campos retornou ilegalmente aos Estados Unidos, entrando pela fronteira próximo a Hidalgo, Texas, onde foi preso pelos agentes da CBP Border Patrol. Ele foi entregue ao ICE e levado para o Complexo de Detenção no Sul do Texas, onde permaneceu até ficar doente e morrer.

Os familiares de Campos foram notificados de sua morte pela assistência do consulado brasileiro.

Campos é o segundo imigrante a morrer sob custódia do ICE no ano fiscal de 2017.

Fonte: Brazilian Times