Publicado em 30/12/2016 as 8:00pm

Retrospectiva2016

Retrospectiva2016

JANEIRO

Um casal foi encontrado morto na cidade de Peabody (MA), sendo que a mulher foi assassinada e o homem cometeu suicídio. Mais tarde descobriu-se que se tratava de brasileiros. Ainda, segundo as autoridades, os corpos tinham perfurações de faca e a mulher tinha 51 anos de idade. A polícia só foi acionada porque um parente do Brasil estava conversado com a mulher quando ouviu uma confusão, seguida pela queda na linha telefônica. Imediatamente, a pessoa entrou em contato com outro brasileiro que mora em Peabody e contou o ocorrido. O mesmo ligou para as autoridades.

Após ser diagnosticado em setembro de 2015, com um câncer raro no sistema linfático, Paulo Sérgio Lopes Gonçalves (FOTO), de 42 anos, natural de Mendes Pimentel (MG), residente em Newark, perdeu a luta contra a doença. Ele faleceu na tarde do dia 14, no apartamento onde morava com a namorada, Andressa Costa, no bairro do Ironbound. A comunidade sentiu muito a morte de mais um brasileiro que se mudou para os EUA em busca deum sonho.

OUTRAS NOTÍCIAS

Brasileiro é preso por dirigir sob efeito de álcool em Somerville (MA)

Brasileira que mora em Worcester (MA) é aprovada na última temporada do “American Idol”

Médico brasileiro é chamado de 'Doutor Milagroso' nos EUA

Filha de brasileira é atropelada em Marshfield e mãe destaca apoio das autoridades

FEVEREIRO

Na comunidade nem tudo se resume a notícias policiais ou tristeza. Uma campanha organizada por membros da comunidade brasileira em Everett (Massachusetts) resultou na presença de 30 pessoas que foram doar sangue. Em parceria coma Cruz Vermelha, o evento teve apoio de Tânia DeAngelis, que usou as redes sociais para conclamar doadores. A Cruz Vermelha levou um grande ônibus (FOTO) que ficou em frente ao Quick Beauty, um salão de beleza que fica localizado no 617 da Broadway. Das 30 pessoas que atenderam ao chamado da brasileira, 20 estavam aptas para fazerem a doação.

Quase que na mesma época, incentivado pela atitude do Papa Francisco que pediu orações pela fronteira entre Estados Unidos e México e em uma demonstração de fé com os imigrantes, Angela Arce pegou o megafone e junto a outros imigrantes realizou um manifesto em Burlington (Massachusetts). A ação aconteceu em frente ao Escritório da Imigração e todos contaram a sua história durante um protesto.

OUTRAS NOTÍCIAS

Em Miami, médica brasileira apresenta pesquisa sobre zika vírus

Juiz brasileiro coordena curso em Illinois

Brasileiro tenta fugir da polícia ao ser abordado no trânsito em Natick (MA)

Brasileiros viram celebridades do YouTube dando dicas sobre vida no exterior

MARÇO

A melhor notícia foi quase fechando o mês, quando o Carnegie Hero Fund Commission homenageou 24 pessoas em todos os Estados Unidos. Eles receberam a “Medalha Carnegie”, concedida em reconhecimento pelos seus atos heroicos. Entre os homenageados estava o mineiro Ronaldo Freitas (FOTO), que em março de 2015 arriscou a sua vida para salvar uma jovem presa em um carro em chamas, em Somerville (MA). Ele disse que não esperava tal premiação e que fez tudo pelo instinto. “Eu vi o carro pegando fogo e alguém dentro dele. Não pensei duas vezes e fui ajudar”.

Enquanto isso, na Flórida, o norte-americano e supervisor da Miami-Dade Metromover, Carl Lee Wilt, 41 anos, foi preso sob a acusação de ter estuprado uma brasileira de 25 anos de idade que estava na cidade de Miami para participar do Ultra Music Festival.  A vítima estava embriagada e não foi permitido que ela embarcasse no trem por medidas de segurança. No entanto, uma testemunha observou quando Wilt pegou a mulher e a levou para um armário onde é guardado utensílios para limpeza e outros. Ela alertou um policial que foi averiguar a denúncia.

OUTRAS NOTICIAS

Sann Rodrigues diz que abandonou MMN e virou “motivador empresarial”

Brasileiros participam do “Seatrade Cruise Global” em Miami

Brasileiro promove curso gratuito de defesa pessoal para crianças em Clinton (MA)

Brasileiro marca duas vezes e dá 1ª vitória ao NY Red Bulls na temporada

ABRIL

O mês foi marcado pela denúncia feita pela brasileira Fabiana Yanes, 44 anos, de que após 14 anos de serviços prestados para a rede de restaurantes Mccormick Schmick’s, na unidade em Fanueil Hall Boston (que pertence a Landrys) foi demitida por ter denunciado um dos managers por abuso sexual. Ela e outras funcionárias, segundo as informações, passaram pelo mesmo problema.

Mais uma brasileira protagonizou uma notícia triste para a comunidade. A tocantinense Anna Beatriz Theophilo Dutra (FOTO), 17 anos, que passou por diversos países, foi barrada pela imigração dos Estados Unidos e teve os pertences apreendidos. Ela foi acusada de ser imigrante ilegal e de ter entrado no país 'para se encontrar com homem'. Ela foi levada para um abrigo sem entender o que havia acontecido, já que o visto de turista e a documentação estavam regulares.

OUTRAS NOTÍCIAS

Empresária brasileira é homenageada pelo SEBRAE-Minas em Massachusetts

Brasileiro é preso após fugir da polícia em Somerville (MA)

Brasileiro é indicado a prêmio de melhor treinador de base dos EUA

Brasileiro, morador de rua, é encontrado morto em Manhattan

MAIO

Uma das notícias que abalou a comunidade foi a morte de Rosemary Magalhães (FOTO), natural de Nilópolis (Rio de Janeiro). Ela, que trabalhava como housecleaner, foi encontrada morta em sua casa. A morte só foi descoberta depois que uma amiga sentiu falta dela, pois ambas trabalhavam juntas limpando casas. Ela entrou em contato com o Departamento de Polícia de Marlborough, disse que ligou várias vezes e não obteve retorno e que estava preocupada.

Mas o mês também foi de alegria e celebrar e o mineiro Rodrigo Almeida, de 29 anos, morador da cidade de Woburn (MA) foi considerado uma das grandes promessas do MMA. O que era uma brincadeira de criança, acabou se tornando em algo sério e profissional e hoje ele trilha uma carreira de sucesso dentro da sua modalidade.

JUNHO

Mais uma vez a história se volta contra os imigrantes oito juízes da Suprema Corte dos Estados Unidos (FOTO) empataram na decisão de reconhecer o direito do Presidente Obama de implementar os programas de ação deferida DACA ampliado e DAPA, frustrando as esperanças de dias melhores para milhões de famílias e de estudantes. Apesar dos manifestos pelo país, nada foi feito e tudo continua na mesma.

Enquanto a maioria dos imigrantes lutavam pelos seus direitos, um brasileiro e ex-conselheiro que atuavam em Portland e Windham, no estado de Maine, foi preso por falsificar registros de pacientes a fim de ser reembolsado pelo MaineCare. Segundo a Procuradora Geral, Loretta E. Lynch, Paulo D. Braga, 66 anos, anotava nos fichários sessões de aconselhamento que nunca aconteceram.

OUTRAS NOTÍCIAS

Cantora brasileira celebra 13 anos de sucesso em NY

Imigração prende 87 criminosos estrangeiros foragidos em Nevada

Hillary promete reforma migratória se for eleita

Brasileiro preso em hospital psiquiátrico na Florida é liberado e volta ao Brasil

JULHO

Em Julho, uma matéria de capa de um jornal local levantou polêmica ao denunciar diversas práticas, tidas como abusivas, por parte de um padre brasileiro de uma paróquia. O padre em questão era Ademir Guerini (FOTO), brasileiro, nascido na cidade de Charqueadas no Rio Grande do Sul, ordenado sacerdote há 29 anos e que estava à frente da Igreja Santo Antônio de Somerville desde fevereiro de 2010. A publicação revoltou os fiéis que procuraram a redação do Brazilian Times para dar a versão oficial da paróquia quanto aos fatos denunciados.

Outra notícia triste foi a do Governador de Massachusetts, Charlie Baker, que anunciou que iria assinar em lei que garantiria que os imigrantes indocumentados não terão como obter uma carteira de motorista. "Eu vou assinar esta iniciativa bipartidária que torna possível o estado cumprir as normas federais, com a garantia de que as licenças para dirigir só serão liberadas para quem estiver vivendo legalmente no país”, disse o Chefe do Executivo.

OUTRA NOTÍCIAS

DJ Brasileira está no TOP-9 da Billboard

Brasileira abre loja de semijoias no CambridgeSide Mall

Jovens atravessam ilegalmente fronteira dos EUA enquanto jogam Pokémon Go

Produzido por gêmeos brasileiros que morava em NY, filme sobre Lennon estreia em outubro

AGOSTO

Neste mês, um dos momentos mais emocionatntes foi o que reuniu mais de 350 motociclistas que participaram do 19th annual New England Ride for Kids, pelas principais ruas do MetroWest. O evento é beneficente e busca ajudar crianças com câncer do Pediatric Brain Tumor Foundation e entre os participantes estavam alguns brasileiros que também colaboraram com a campanha. No total foram arrecadados mais de US$50 mil em doações.

Mas enquanto alguns estavam fazendo o bem, o brasileiro Marcus Bino (foto), 29 anos, bastante conhecido na comunidade de Framingham como "Frankenstein", agrediu dois policiais após eles tentarem prendê-lo. O acusado ainda riu dos oficiais enquanto um deles era colocado em uma ambulância para ser medicado.

OUTRAS NOTÍCIAS

Brasileira de 17 anos é detida no aeroporto de Miami

Greve de servidores do Itamaraty paralisa Consulado em NY

Trump promete expulsar imigrantes indocumentados em primeiro dia no cargo

Grave acidente de moto deixa rapaz na cadeira de rodas

Catarinense retorna para o Brasil após ficar preso em Pompano Beach (FL)

SETEMBRO

O Brazilian Times acompanhou a luta da paranaense Rebecca Hawthorne Fadanelli Daley (FOTO), 30 anos, moradora da cidade de Quincy (Massachusetts), que luta para reaver a guarda da sua filha. O que parecia ser um sonho que começou em 2010, quando se apaixonou pelo americano Marshall Daley. Nos primeiros meses de namoro, Rebecca engravidou e eles decidiram se casar. Parecia tudo perfeito na vida do casal, até que, após o nascimento da filha, o relacionamento começou a passar por uma séria crise, chegando ao ponto da brasileira sofrer violência doméstica.

Também seguimos o drama do imigrante Gaspar Neto Alcino, de 25 anos, natural de Curitiba (PR), residente em Revere (MA), que viajou até o Texas para reencontrar o pai e ambos acabaram presos pela imigração. Na época, amigos se mobilizaram e organizaram a “Rifa da Solidariedade”, na qual foi sorteado um aparelho de televisão da marca LG de 52 polegadas. O objetivo era de angariar US$ 17 mil para serem utilizados na contratação de um advogado de imigração.

Mas uma das notícias mais tristes foi a do brasileiro que matou a própria filha e ter sorrido perante um Tribunal. Walter da Silva admitiu ter matado Sabrina da Silva, de 19 anos, a tiros. O crime aconteceu na cidade de New Bedford (Massachusetts), e a moça foi alvejada pelas costas, sem a mínima chance de defesa. Dias depois do crime o pai foi intimado, mas fugiu de Massachusetts para Connecticut, onde foi capturado.

OUTRAS NOTÍCIAS

Atletas da elite participam da corrida “Brazilian Day 5K”

Loja brasileira de carros é roubada em Everett

Brasileiro é acusado de aplicar golpes de venda de passagens em MA  e FL

BMAC se destaca como uma das melhores academias de artes marciais de MA

OUTUBRO

Em Outubro, um grupo de brasileiros se juntou para ajudar comunidades carentes afetada pela seca no Nordeste brasileiro. O objetivo deste ato nobre era arrecadar a quantia de US$58 mil para a construção de 11 poços artesianos. Com isso, milhares de pessoas serão beneficiadas, pois os trabalhos já foram iniciados.

Neste mês também aconteceu a trágica morte da jovem Karolyne Raposo (FOTO), 23 anos. Ela dirigia uma BMW e foi vítima de um acidente de carros na Rota I-95, em Wesport (MA). Casada, ela deixou um filho de apenas três anos de idade, que teve uma de suas pernas quebradas. O marido sofreu várias fraturas na bacia. A comunidade se uniu e fez uma campanha para levantar dinheiro e enviar o corpo ao Brasil.

Ainda em Outubro, a advogada Fabíola Bittar de Kroon, 34 anos, morreu quando foi atingida pelos destroços causados por um acidente de trem em Hoboken (New Jersey). Na ocasião, o marido fez um emocionante depoimento sobre como contaria para a filha que a mãe morreu.

OUTRAS NOTÍCIAS

BT denuncia falso perfil no Facebook que era usado para extorquir brasileiros

Adolescentes que ficaram detidas nos EUA revelam traumas

Cantora Fernanda Ferreira lança CD “Promessas”

Brasileiros falam sobre Festeja Boston, evento que gerou polêmica em Lawrence (MA)

NOVEMBRO     

Novembro foi o mês mais agitado para as comunidades imigrantes. Isso, porque logo no início o bilionário e “anti-imigrante” Donald Trump (FOTO) foi eleito presidente do país. Assim que a vitória foi anunciada uma onda de ódio e preconceito se espalhou por algumas regiões e os imigrantes ficaram apavorados. O que fica agora é são as perguntas: Ele cumprirá as promessas de campanha? Haverá uma deportação em massa? Quem ele vai perseguir? As respostas para estas indagações só virão no ano que se inicia.

Ainda teve momentos emocionantes como a festa surpresa para o jovem Jefferson Silva que luta contra Leucemia. Na manhã do dia 12, o Ministério Tocando Vidas reuniu cerca de 130 pessoas para celebrar o aniversário de 19 anos do rapaz.

Mas o mês de Novembro também foi marcado por duas tragédias envolvendo brasileiros que tentavam entrar nos EIA através da fronteira com o México. Um deles, identificado por Jefferson Eduardo de Oliveira, que era recém-casado e morreu durante a travessia. O outro corpo entrado dias depois não foi identificado, mas carregava moeda brasileira no bolso da calça e dava todos os indícios de que era um brasileiro. Até agora a identificação do rapaz não foi divulgada.

OUTRAS NOTÍCIAS

Músico brasileiro é encontrado morto em sua casa, em Hartford (CT)

Brasileiro morre sobre custódia do ICE

Governador do Texas propõe acabar com “cidades santuários” para imigrantes

Após cinco meses preso, brasileiro é deportado

DEZEMBRO

Neste mês de dezembro aconteceram várias coisas envolvendo brasileiros nos Estados Unidos e a comunidade imigrante. Enquanto alguns faziam o bem, outros se encrencavam ainda mais com a justiça norte-americana. Este foi o caso de Marcelo Mota, que foi condenado pela segunda vez por outro crime de tentativa de estupro, invasão de residência e agressão. Agora, ele vai amargar 24 anos preso em uma cadeia e pagará pelos seus crimes.

Paulo Pacheco reassumiu, pela segunda vez, a presidência da BRAPPAS e vai continuar o trabalho da entidade que é promover e divulgar os fotógrafos profissionais brasileiros nos Estados Unidos. Bastante animado, ele entrou cheio de planos e novidades.

Mas a notícias que mais foi comentada, tanto nas redes sociais quanto na comunidade de um modo geral, foi a luta que o DJ Kbrini (FOTO) vem travando contra um Câncer no Cólon. Uma carta publicada pelo filho dele no Facebook emocionou a todos. O menino pedia a Deus que curasse seu pai e o livrasse das dores que ele sente com a doença. O DJ é um dos mais queridos na comunidade e possui um prestígio muito grande no seu meio de trabalho. Mesmo doente, os produtores de eventos o continuam contratando para animar shows e eventos.

OUTRAS NOTÍCIAS

Pela segunda vez, empresa de brasileira recebe prêmio de destaque nos EUA

Após tentativa de suicídio e pedido de asilo negado, brasileira luta para permanecer nos EUA

É anunciado que programa anti-imigrante vai entrar em vigo em Massachusetts no ano de 2018

Brasileiro faz alerta sobre esquema de venda de “schedule” de limpeza

Fonte: Brazilian Times