Publicado em 6/01/2017 as 9:00am

Ian Coury: jovem músico brasileiro se destaca tocando bandolim

Talentoso o adolescente de 14 anos irá se apresentar em Chicago e Los Angeles

Nascido em Brasília (Distrito Federal), o bandolinista Ian Coury, de apenas 14 anos, é um talentoso músico que iniciou sua trajetória na música aos 7 anos de idade, tocando cavaquinho e depois aos 8 anos, dedicou-se a tocar o bandolim. “Aos 7 anos eu queria tocar algum instrumento e como a maioria das crianças eu queria tocar ou guitarra ou bateria, mas meu pai me falou que a guitarra era pesada e a bateria era grande e que eu deveria tentar o cavaquinho. Após seis meses de estudo meu pai me acordou com um jornal na mão falando que o Armandinho Macedo iria tocar em Brasília e que nos deveríamos ir. Quando chegamos ele estava começando o show e estava afinando o bandolim e quando tocou as cordas soltas do instrumento eu senti um ‘click’... Na hora e achei o som lindo do instrumento e logo após comprei um instrumento e meu pai me colocou para ter aulas”, relata o jovem músico.

Tendo em seus pais Carlos e Claudia, os seus maiores incentivadores, Ian escolheu o Choro como gênero musical e mesmo com a pouca idade, o talentoso adolescente já é reconhecido pela Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura com Certificado de Mérito Artístico Cultural e Destaque Musical.

Com um histórico de dar inveja a muitos adultos, ele tem em seu currículo participações no Curso Global Strings Intensive e Five Week, realizado pela Berklee College of Music em Boston (Massachusetts), além de participações em vários programas de entrevistas de TV e Rádio no Brasil. Ian também já tocou com grandes músicos, tais como Paquito de D’Rivera, Cláudio Roditi, Hamilton de Holanda e Armandinho Macêdo.

Para se aprimorar no bandolim, a rotina de rotina de treino é diária, porém assim como todos os adolescentes de sua idade, Ian gosta de nas horas vagas jogar bola, andar de skate, sair com os amigos e jogar conversa fora.

Ian esta em Massachusetts se preparando para duas apresentações que fará dia 15 em Chicago e dia 22 em Los Angeles. “Meu maior sonho é poder viajar o mundo inteiro mostrando o meu trabalho e adquirindo o máximo de conhecimento”, afirma.

Fonte: Thaís Partamian Victorello