Publicado em 9/01/2017 as 11:00am

Desaparecimento de brasileiros que embarcaram para os EUA completa dois meses

Os familiares dos 19 brasileiros que deveriam deixar as Bahamas de barco em direção a Miami no dia 6 de novembro convivem com a falta de informações. O silêncio é agravado pelo medo de que eles estejam em poder de aliciadores.

Já são dois meses sem que familiares tenham notícias dos 19 brasileiros que tentavam entrar ilegalmente nos Estados Unidos. No dia 6 de novembro, o grupo deveria deixar as Bahamas de barco em direção a Miami, mas desde então nenhum contato foi feito com a familiares.

A falta de informação é agravada ainda pelo medo de eles estejam em poder de aliciadores e sem possibilidade de falar com suas famílias no Brasil.

Renato Soares de Araújo, mineiro de Sardoá, no Vale do Rio Doce, é um dos desaparecidos. A mãe dele, dona Lindaura, sofre diariamente com a falta de informação.

'Não tive natal, não tive ano novo... Não tive nada. Não estamos tendo paz, ficamos esperando notícias, mas nunca há notícias. Você fica sem vontade de viver.'

Em contato com a reportagem da CBN, outros familiares preferiam não falar e suspeitam que os brasileiros estejam escondidos em poder dos coyotes. Os parentes disseram temer que a divulgação do caso possa piorar a situação dos brasileiros.

Procurado, o Itamaraty disse que não há novidades sobre o desaparecimento e que o governo brasileiro segue empenhado em localizar, com o apoio das autoridades das Bahamas e dos Estados Unidos, os brasileiros.

Fonte: Brazilian Times