Publicado em 13/01/2017 as 9:00am

Filha de brasileira é destaque no Hockey sobre gelo em NJ

A estudante Laura Lima é a única menina no time masculino de Hockey do East Side High School, em Newark

O interesse pelo Hockey surgiu na adolescente Laura Lima, de 17 anos, natural de Fort Lauderdale (FL), moradora no bairro do Ironbound, em Newark, surgiu há aproximadamente 5 anos, depois de assistir a um jogo do time Jersey Devils.

“Depois que eu assisti ao meu primeiro jogo, imediatamente quis começar a jogar”, recorda-se a jovem. Na ocasião, Laura tinha somente experiência em patinar no gelo e se apaixonou pelo esporte mesmo sem nunca ter antes disputado em um rinque. Filha de uma imigrante brasileira e fluente em inglês e português, ela não optou pelo futebol, esporte predominante entre a comunidade latina no bairro onde cresceu e reside.

Segundo o jornal Brazilian Voice, a aluna do East Side High School viu o panfleto na escola “Enter Hockey in Newark” (Ingresse no Hockey em Newark, em tradução livre) e rapidamente inscreveu-se no Programa de Desenvolvimento no Hockey. O programa oferece a jovens entre 5 e 18 anos instrução durante todo o ano sobre como desenvolver as habilidades sobre o gelo e as regras básicas do esporte. A vocação, dedicação e as notas boas na escola, exigidas pelo programa, em pouco tempo Lima estava viajando com o time do East Side High School contra outros times.

Aceitação pelos meninos:

Inicialmente, Laura encontrou um obstáculo: Não havia time feminino de Hockey na escola, então, a solução foi jogar com os meninos. Em entrevista à equipe de reportagem do BV na segunda-feira (9), ela relatou que foi bem recebida no grupo e as exigências no rinque são as mesmas entre os jogadores. Ela é a única jogadora a fazer parte do time masculino de Hockey do East Side High School. A jovem garante que foi bem recebida pelos outros jogadores do time masculino.

“Na época, não havia um time de meninas na escola, portanto, comecei a jogar com os meninos. É claro que, como menina, os meninos têm certo cuidado comigo, mas as exigências durante os jogos e treinamentos são basicamente as mesmas”, relatou.

A perseverança de Laura gerou frutos e atualmente ela é capitã do time feminino de Hockey da escola, no qual já fazem parte filhas de imigrantes ou mesmo jovens imigrantes. Entretanto, ela ressaltou a importância frequente de novas jogadoras, pois, após a formatura, as jogadoras veteranas deixam a escola e seguem para a universidade, ou seja, a renovação deve ser constante. Prestes a se formar, Laura planeja continuar jogando Hockey na universidade, caso a instituição ofereça o programa.

Em 31 de janeiro de 2015, Laura Lima, o time do East Side High School, treinadores, voluntários e jovens aspirantes ao esporte fizeram parte de um artigo publicado pelo jornal The New York Times. A matéria: “In Newark, a Youth Hockey Explosion on the Ice” (Em Newark, a explosão da juventude do Hockey no gelo, em tradução livre) destacou a crescente popularidade do esporte na comunidade imigrante no bairro do Ironbound, onde atividades como o futebol, vôlei e até o basquetebol são historicamente mais prevalentes.

Destaque no esporte:

Atualmente, Lima é considerada estrela do time do East Side High School, especialmente depois do gol que garantiu a vitória de 5 contra 3, em 5 de dezembro, contra o Raider. O resultado do jogo representou o final de um período sem vitórias para o time do East Side; desde 2012. Laura chamou a atenção de outras jovens para o programa, que começou em 2013 com 15 jogadoras e atualmente possui mais de 40 meninas, com idades entre 6 e 18 anos, participantes, o número mais elevado dos últimos 11 anos.

“Olhando para trás, eu acho que foi uma longa jornada e a outras garotas olham com admiração”, disse Laura, que na quarta-feira (11) jogará na Prudential Arena, no centro de Newark. “Nós precisamos de mais meninos e meninas brasileiros, principalmente depois da graduação, pois sempre são necessários mais jogadores”.

Após 5 anos no programa, Lima demonstra entusiasmo ao ver suas novas colegas de time, algumas delas aprendendo sobre o Hockey como ela aprendeu há certo tempo atrás. Como ela, muitas dessas jovens se apaixonaram pelo esporte depois de assistirem sua primeira partida do New Jersey Devils.

Fonte: Brazilian Times