Publicado em 13/01/2017 as 6:00pm

México deporta casal brasileiro com suspeita de que seguiria para os EUA

Erismar Araújo e Lorrayne Santos iriam comemorar aniversário de casamento. Eles foram deportados sem explicação: "Queriam saber se íamos aos Estados Unidos."

Um casal de Palmas (Tocantins) foi barrado pela imigração no Aeroporto Internacional da Cidade do México e obrigado a voltar ao Brasil durante uma escala no país, no dia 5 de janeiro. Erismar Araújo, de 30 anos, e a esposa dele Lorrayne Santos, de 22 anos, contam que guardaram dinheiro durante todo o ano de 2016, cerca de US$4 mil, para fazer a viagem de comemoração dos cinco anos de casados. Segundo o homem, ao todo, 12 brasileiros foram barrados e deportados sem explicação.

"Quando chegamos para passar pela imigração, pegaram os passaportes, fizeram perguntas e levaram a gente para uma sala. Depois encheu de brasileiro, não tinha ninguém de outros países. Fizeram uma entrevista pessoal sobre o que faríamos, para onde iríamos. Perguntaram se a gente tinha intenção de ir para os Estados Unidos", contou Araújo.

O casal chegou na Cidade do México por volta das 5h da manhã. De lá pegariam um outro avião para a cidade de Tapachula, onde embarcariam em um ônibus para a Guatemala. Porém, ficaram detidos até às 16h do mesmo dia, quando foram embarcados em um voo para o Brasil.

Durante a estadia, eles ficaram em uma sala sem poder fazer contato com o consulado brasileiro e tiveram os celulares confiscados. "Perguntaram se tinha dinheiro, a quantidade. Eu pedi um tradutor, mas foi negado. Depois minha esposa passou mal e vomitou duas vezes, mas não forneceram atendimento e ficaram dizendo que era frescura", afirmou Araújo.

Ele garante que estava com todos os documentos em dia. "A gente acredita que não [tinha algo errado] porque já tinha olhado no consulado as exigências: passaporte em dia, cartão de vacina e os documentos pessoais. Não precisava de visto, porque era só uma escala e tínhamos uma carta convite de um amigo da Guatemala."

Erismar enviou a reclamação para o Itamaraty, mas afirma que não houve resposta. Além disso, procurou o Ministério Público Federal para denunciar o caso. O homem conta que a esposa não pretende mais viajar para o exterior.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, não há necessidade de visto para brasileiros com estadia de até 90 dias no México e Guatemala. "Nós temos vários sonhos, um deles era conhecer a Guatemala. Fiquei mais triste por causa da minha esposa, que não quer mais viajar para fora. Ficou com trauma e medo de ser barrada novamente, pela forma que eles nos trataram lá", contou.

Fonte: Brazilian Times