Publicado em 18/01/2017 as 5:00pm

Lutador de jiu-jitsu de 12 anos precisa de ajuda para realizar sonho

Com uma promissora carreira no esporte, o brasileiro Guilherme Balmante sonha em disputar importante competição na Califórnia.

A precoce trajetória do jovem brasileiro lutador de jiu-jítsu Guilherme Balmante, de 12 anos, começou quando ele tinha apenas sete anos de idade. “Desde a primeira vez que pisei no tatame eu me senti muito bem. Para mim é como uma brincadeira praticar jiu-jitsu”, afirma Guilherme.

Com uma carreira promissora pela frente, Guilherme nasceu em São Paulo (SP) e morava em Varginha (Minas Gerais), antes de mudar-se com sua família para os EUA, onde há pouco menos de um ano reside na cidade de Malden (Massachusetts) com seus pais Gislene e Edilson e suas duas irmãs, Millena e Julia. Vindo de uma família de atletas (o pai e a irmã Julia também são lutadores de jiu-jítsu).

Em conversa com o Brazilian Times, Guilherme comentou um pouco sobre como começou a treinar. “A primeira academia que eu treinei foi no Projeto Social Leão de Judá no Brasil (São Paulo). O projeto acontecia na minha igreja e eu treinava aos sábados com meus primos, era muito divertido. Em 2015 iniciei o meu treinamento no instituto Lutar Brasil (Minas Gerais), sendo também um projeto social”, relembra.  

Ainda em 2015 Guilherme começou a participar de competições. “Nunca sai de um campeonato sem medalha. Participei de diversas lutas e em categorias bem disputadas, mas sempre conseguindo me destacar. Após sete competições, tenho quatro medalhas de ouro, uma de prata e duas de bronze”, conta o jovem lutador.

"A dedicação e o amor pelo esporte que o Guilherme tem é muito visível e foi o que me motivou a iniciar o jiu-jítsu e hoje sou campeã mundial. jiu-jítsu entrou em nossas vidas de forma especial e nos auxilia em todas as áreas nos educa, na escola conseguimos um rendimento melhor. O Guilherme é uma criança disciplinada e acredito que por contada educação que aprendemos no tatame, tenho certeza que ele chegará muito longe na carreira dele”, afirma irmã Julia.

Atualmente treinando no Brazilian Top Team Boston a rotina de treinos de Guilherme é puxada e sua dedicação aos treinos é diária. “Treino todos os dias com adultos e com crianças. Treino muito para alcançar o meu objetivo que é ser o melhor até chegar na faixa preta e quando chegar me manter o melhor, fazer historia literalmente”, afirma.

Dia 19 de fevereiro acontecerá o PanAmericano Kids IBJJF 2017, em Long Beach (Califórnia). Essa é uma das mais importantes competições da categoria nos EUA e a grande chance que Guilherme espera para demonstrar toda a sua habilidade no esporte. “Minha trajetória até aqui foi me preparando para um grande título e agora tenho essa oportunidade”. Porém os custos com passagens, estadia e alimentação são por conta de cada competidor, por isso a família faz um apelo a comunidade, pedindo o apoio e pedindo também o apoio de patrocinadores para que o filho realize o sonho de participar dessa importante competição. “Tenho certeza que esse primeiro título semiprofissional vai me motivar para cada dia mais ir atrás do meu grande objetivo. Eu ainda não supri todos os custos para a Califórnia e competir é um custo alto e infelizmente minha família não pode me ajudar.”

Para ajudar o filho a realizar esse sonho a família criou uma página no Go Fund Me e conta com a ajuda da comunidade para realizar o sonho deste pequeno grande campeão. Para contribuir com uma sua doação de qualquer valor, acesse o link: https://www.gofundme.com/help-athlete-guilherme-go-pan-kids.

Empresários que tiverem interesse em patrocinar Guilherme, podem entrar em contato através do telefone: (857) 320-9249.

Fonte: Thaís Partamian Victorello