Publicado em 1/02/2017 as 7:00am

Brasileiros desabafam contra ações de Trump e "compatriotas delatores"

Brasileiros desabafam contra ações de Trump e "compatriotas delatores"

As Ordens Executivas que o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vem assinando desde que assumiu o cargo, tem gerado uma grande polêmica na comunidade, uma onda de medo e revolta na comunidade imigrante. Alguns usam as suas redes sociais para desabafar e mostrar a indignação com as ações “racistas” impetradas pelo novo chefe da nação.

A médica brasileira Renata Dalla Costa disse que “abomina qualquer comportamento preconceituoso”. Segundo ela, as ações do presidente, além de preconceituosas, são inconstitucionais e desumanas. “Como cristã, eu poderia citar várias passagens bíblicas que atacam este tipo de comportamento”, disse.

Ela ainda direciona seu desabafo aos que defendem que “Trump foi enviado por Deus”. Para estas pessoas, Renata fala que não há nenhuma passagem na Bíblia que sustenta esta afirmação. “Sinto muito pelos últimos acontecimentos e espero que este racista e hipócrita faça algo de bom em seus quatro anos de governo, ao invés de ficar promovendo a divisão e atrito dentro e fora dos EUA”, disse. “Adoraria adiantar estes quatro anos, porque vai ser difícil aguentar tanto tempo”, finaliza.

O Pastor Walter Mourisso também usou a sua página no Facebook para se pronunciar contra as medidas do presidente, principalmente em relação aos brasileiros que defendem as novas ordens executivas de imigração. Ele disse que se sente muito triste quando vê seus compatriotas defendendo atos tão insanos e preconceituosos. “Somos um povo só e não deveria existir esta diferença”, disse.

Mourisso ressalta, ainda, que todos deveriam se unir e lutar pelo mesmo ideal e “não se sentir maior que os outros apenas porque está legal no país”. Ele ainda lembra que os brasileiros que se legalizaram e hoje são contra os indocumentados, no passado também estavam ilegais. “Estão cuspindo no mesmo chão que viveram”, disse. “Vamos dar as mãos e tentar passar segurança para aqueles que se sentem desprotegidos”, finaliza.

Outra que também critica a posição de brasileiros que depois de legalizados denunciam seus compatriotas, é a ativista Renata Castro Alves, da Flórida. Ela disse que conhece muitos casos de pessoas que foram denunciadas à imigração por imigrantes que se legalizaram. “Agora, imagina se cada imigrante indocumentado resolvesse denunciar o amigo que hoje o condena, mas que antes foi legalizado através de um falso casamento, os EUA teriam que expandir o departamento de desnaturalização.

Já o pastor Silair Almeida, da Primeira Igreja Batista da Florida, tenta tranquilizar a sua comunidade. Ele fala que, neste momento, “os imigrantes devem procurar o colo de Deus para ter um conforto”. Para isso, ele cita uma passagem bíblica que fala que “Deus luta a causa do estrangeiro”. Em Isaias 41:10 está escrito: “Não fiquem com medo, pois estou com vocês; não se apavorem, pois eu sou o seu Deus. Eu lhes dou forças e os ajudo; eu os protejo com a minha forte mão”.

Com esta passagem, Silair quer levar mais calma à comunidade e afastar o medo que se instaurou desde que Trump começou a assinar as ordens executivas de imigração.

Roberto Paiva, pastor da Rivers of Living WaterInternational Ministry, afirma que a Bíblia diz que Deus emite “ordens executivas em favor de seu povo”. Ele afirma que as pessoas estão bastante apreensivas e temerosas com o futuro. “O segredo é clamar para o Senhor e ele vai executar a teu favor uma ordem de benção”, fala. “Em Salmos 57:2 está escrito ‘Clamarei ao Deus altíssimo, ao Deus que por mim tudo executa’”, finaliza.

Fonte: Brazilian Times